A qualidade escolar no processo educativo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2421 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
MIKE SILVEIRA LIMA

A QUALIDADE ESCOLAR NO
PROCESSO EDUCATIVO

O referido trabalho tem como pré-requisito a obtenção da aprovação da disciplina “Gestão” do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do sudeste de Minas Gerais – Campus Rio Pomba.

Orientadora: Romélia Cunha Cardoso

SUMÁRIO

SUMÁRIO 3
1. INTRODUÇÃO 4
3. REFERÊNCIAS TEÓRICAS 6
6. CONCLUSÕES 14
7.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 15
8. ANEXOS 16

1. INTRODUÇÃO

A razão de buscar um melhor funcionamento das escolas se deve ao fato de a instituição escolar estar a serviço da aprendizagem dos alunos e, portanto, precisar investir nas condições que favoreçam um bom ensino.
O êxito da escola, especialmente da escola pública, depende não apenas do exercício da democracia no espaço escolar,da gestão participativa, da introdução de inovações técnicas, mas também, basicamente, da qualidade cognitiva e operativa das aprendizagens, propiciada as todos os alunos em condições iguais ou seja da qualidade escolar.
Desta forma o tema escolhido tem como objetivo verificar de que maneira a Qualidade Escolar é desenvolvida no processo educativo no Campus São Cristóvão do InstitutoFederal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe – IFS, instituição na qual a pesquisa será realizada.

2. REFERÊNCIAS METODOLÓGICAS

A referida pesquisa se desenvolveu no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - Campus São Cristóvão, sendo feita uma pesquisa bibliográfica sobre o tema em apreço e a aplicação de um questionário com 10 pessoas envolvidas com o processo deensino visando a qualidade escolar como membros da secretaria escolar, técnicos administrativos, pedagogos, educadores, educandos, gestores e a comunidade como todo, no qual foram observados os seguintes aspectos relevantes para o desenvolvimento da qualidade do ensino na escola como: a organização escolar, ocupação do prédio, recursos financeiros e materiais, trabalho coletivo, proposta pedagógica,gestão escolar, qualificação do docente e condições de trabalho.

3. REFERÊNCIAS TEÓRICAS

O Brasil acompanhou, ao longo da segunda metade do século XX, o processo de escolarização massiva de grandes contingentes populacionais. Tal processo, desencadeado em instituições públicas de sobremaneira, veio acompanhado de um significativo esgotamento das responsabilidades da escola,“expresso [...] pelas instalações precárias de seu ambiente físico, pela redução da jornada e multiplicação dos turnos, pela desorientação didático-pedagógica e pela baixa qualidade da formação dos professores” (Cavaliere, 2002, p.248).
Esta expansão massiva da escola pública realizada para atender, sobretudo, os filhos das classes economicamente desfavorecidas foi organizada, na maioria das vezes,de forma displicente, assentando-se no critério quantitativo de aumento do número de salas de aula e na readequação e racionalização do espaço físico das já existentes. Tal situação desaguou na consolidação da “... baixa qualidade prática e simbólica do sistema de educação fundamental pública” (Cavaliere, 2002, p.248).
Em outras tantas vezes, tal expansão sem qualidade foi feitadesordenadamente, de maneira a garantir votos, atender demandas particularizadas ou responder a pressões de determinados bairros, por exemplo, isto tudo de um ponto de vista eleitoreiro. Quando se fala em eleitoreiro, a idéia subjacente é de uma ação endereçada apenas a fins eleitorais ou, no mínimo, que se preocupa mais com as eleições que com a ação que está sendo desenvolvida.
Esta expansão,ora desordenada (carecendo de um planejamento à longo prazo), ora calcada em critérios puramente qualitativos (racionalização de números e espaços), foi feita às espessas de uma ampla discussão comprometida com critérios de qualidade. Isto porque, de acordo com Oliveira e Araújo,
... nunca houve, de fato, um debate público consistente sobre a...
tracking img