A menina loas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (340 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Menina LOAS
Ambas estão infelizes com tanta discussão e pouca coerência na ação. A menina LOAS ouve dizer que é tudo complexo, é tudo complicado. Sente que passa o tempo e tudo continua no mesmo.Parece até, que o mundo é um caminho sem rumo.
Afinal de contas, que rumo é esse da inclusão e da cidadania se o cotidiano é mais de exclusão e de descidadania. Sem falar da anunciada democracia ondetudo se prepara para acontecer e, na hora H, falha.
A assistência social não nasce como política no mesmo dia do nascimento da LOAS. Ela é bem mais velha. É mais um caso de atraso de registro denascimento. Ela tem bem mais que 10 anos de vida. Os sociais democratas brasileiros, e parte dos socialistas, entenderam que o Brasil poderia, e deveria, produzir serviços sociais públicos de qualidademesmo, sob a economia capitalista.
A conquista de direitos humanos e sociais supõe uma revolução político–cultural que provoca mudanças no modo de pensar e agir conservador, ditatorial, nãodemocrático, de concentração de riquezas intensamente presentes na sociedade brasileira. Mas é bom ter presente que nos dias de hoje, aumentou o número de pobres na Inglaterra foram fragilizadas as políticassociais. Durante os anos 70, pouco mais de 20 anos da experiência de bem-estar social, a corrente do neoliberalismo político, econômico e social, iniciada com Margaret Tatcher, foi desfazendo asconquistas sociais dos anos 50.
Em 1990, ele impediu que a LOAS fosse promulgada e vetou seu nascimento. Não esqueçamos dos ingratos em dia de aniversário, pela negativa eles também constroem história.
Aassistência social tem na sua paternidade genética heranças que não se pode afirmar, sejam desejáveis ou compatíveis com a inclusão ou com os direitos de cidadania. O Brasil no período, só deu lugar aonascimento da Previdência Social, isto para o trabalhador de carteira assinada, e em geral, os homens. Nunca fomos uma sociedade de pleno emprego. Lembremos as barreiras criadas aos negros para...
tracking img