A leitura como pratica social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 50 (12343 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1 – INTRODUÇÃO

A prática da leitura se faz presente em nossas vidas desde o momento em que começamos a compreender o mundo em nossa volta no constante desejo de decifrar e interpretar o sentido das coisas que nos cercam perceber o mundo sob diversas perspectivas, de relacionar a realidade ficcional com a que vivemos no contexto com um livro ou com o mundo.

Aleitura é um tema envolvente e polêmico, cujas preocupações e incertezas percorrem um longo processo histórico-cultural, estreitando a relação entre a leitura do mundo e a leitura da palavra fator fundamental para construir a leitura como prática social.

Pois, a leitura esta sintonizada com a cidadania, com o conhecimento dos direitos e deveres, das oportunidades e que a mesma tempresença maciça no cotidiano escolar. E como pode um professor não leitor formar crianças e adolescentes leitores e provocar mudanças com atitude nos alunos frente á leitura motivando – os e levando – os a desenvolver o gosto pela leitura se ele próprio percebe a mesma como tediosa e cansativa?

A monografia tem como tema: A leitura como prática social nas escolas das sériesiniciais do ensino fundamental, tendo como questionamento a seguinte pergunta: Será que as escolas têm favorecido o desenvolvimento de sujeitos-leitores?

É mister frisar que a leitura é muito importante, pois, ela amplia e integra conhecimentos, abrindo cada vez mais os horizontes do saber. Sendo assim, ela enriquece o vocabulário e a facilidade de comunicação, disciplinando a mente ealargando a consciência, pois a leitura é uma atividade para os olhos e não para os ouvidos.

A leitura por si só pode torna – se uma prática social na escola, e muitas vezes o alunado pensa que o ato de ler é passar os olhos por algo escrito, se sua prática é um conjunto de habilidades que se manifesta de diversas maneiras. Em meio a tudo isto qual tem sido o alcance da escola noâmbito do aprendizado da leitura?

Desta maneira, a pesquisa tem como objetivo geral tentar compreender até que ponto as escolas são ou não responsáveis pelo desinteresse dos alunos e analisar até que ponto a leitura é entendida pelas escolas como uma atividade social que permite a atuação no cotidiano e inserção no mundo letrado. E como objetivos específicos diagnosticar os tiposde leitura mais freqüentes usadas pelos sujeitos em situação natural de leitura. E identificar o número de leitores que apresentem motivação e afeto frente à leitura nas escolas.
Sendo assim, levanta – se as seguintes hipóteses: a escola ou professor não estão fazendo com que a leitura seja vista como um ato de construção de conhecimento; falta de domínio dos alunos nas técnicasbásicas de leitura; não vê no professor muitas vezes o referencial de leitor a ser seguido; a prática pedagógica não estimula a reflexão, tornando-se passiva a atividade de leituras de textos.
Para melhor entender a leitura como prática social nas escolas das séries iniciais do ensino fundamental a monografia está respaldada em: Felipe Alliende e Mabel Condemarín (2005) Leitura: teoria,avaliação e desenvolvimento. Por apresentar um estudo das bases teóricas, avaliação, desenvolvimento das práticas de cada etapa do processo de aprendizagem de leitura. Paulo Freire (1998): A importância do ato de ler. Por fazer uma abordagem crítica do ato de ler e sobre a leitura do mundo. Isabel Solé (1998): Estratégia de leitura, onde a mesma aborda as estratégias de leitura. Antonio Nóvoa(1997): Os professores e sua formação. Onde ele defende a necessidade de a escola definir estratégias e ter como foco o igual aproveitamento de todos os alunos e os novos desafios para a formação dos professores. LDB 9.394 (1996), dando legitimidade ao direito da criança na aprendizagem e na formação docente.
A presente monografia está organizada em três capítulos. O primeiro...
tracking img