O papel da leitura e da escrita no cotidiano escolar: uma prática social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3237 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O PAPEL DA LEITURA E DA ESCRITA NO COTIDIANO ESCOLAR: UMA PRÁTICA SOCIAL
Professora Judite do Lago
Palavras-chave: Leitura, Escrita, Autonomia, Cidadania, Respeito, Dignidade.

Resumo: Todas as razões que me levaram a realizar o “Projeto de leitura e escrita” durante alguns anos, e continuo desenvolvendo aqui no CAB (Colégio Adventista Boqueirão), é tão somente uma grandepreocupação com os estudantes, no que tange a formação de leitores e escritores para a vida. Pois estou consciente da necessidade que a escola como um todo se defronta cotidianamente com o problema que é; saber e gostar de ler e escrever. Entendo também que a tarefa é árdua e difícil. Mas, com muita boa vontade e dedicação é possível criar algo que estimule aos alunos a gostarem de ler e escrever! Osresultados obtidos até aqui, são satisfatórios, pois os alunos estão lendo e escrevendo de forma mais aceitável. Como escola, desejamos que os nossos alunos estejam preparados para um futuro próspero, onde estejam em condições de conquistarem o respeito, dignidade e cidadania.

Introdução
Nesta era Pós-moderna em que os avanços da tecnologia estão presentes em nosso cotidiano e onde os Meios decomunicação mostram tudo prontinho, as nossas crianças não se preocupam em pensar, usar a criatividade, raciocínio, e nem mesmo em ler e escrever certo, pois o computador corrige as falhas apresentadas na escrita.
Mas, segundo Maia, (1985) Quem não lê, mal ouve, mal fala, mal vê!!!!!
A leitura é algo fundamental para todos os cidadãos que desejam ter sucesso em todas as áreas da vida.Como serão os cidadãos leitores e escritores do futuro, se não aprenderem hoje a ser amantes de bons livros?
Aqui entra o nosso papel como educadores. Incentivar os estudantes a criarem o hábito da leitura.
Procurando ler bons livros, mostrando pelo exemplo que nós também exercemos esta prática maravilhosa, tendo a leitura como uma companheira inseparável.
Comoeducadores que somos, existe sempre uma grande preocupação...
Formar leitores... Mas como?
Como educadora, tenho desenvolvido todos os anos o “Projeto de leitura e escrita” com as minhas turmas. E neste ano inovamos. O mesmo projeto foi desenvolvido com todo 4º ano no CAB (Colégio Adventista Boqueirão) tendo como objetivo principal; formar leitores e minimizar as dificuldades deescrita.
Porém, antes de iniciarmos o projeto de leitura, desenvolvemos um projeto em parceria com a Orientação Educacional, denominado “Otimismo”, que seria uma leitura do livro da “POLLYANNA”. Esse livro, sem figuras ilustrativas, foi escolhido propositalmente para mostrar que o enredo da narrativa, seria tão envolvente, não necessitando de ilustrações.
Deu tudo certo. Todos os dias tínhamos “AHora do Conto da História”, anunciada anteriormente.
Parávamos de contar a história em um ponto estratégico, para que criasse nos alunos, o desejo de saber a continuação e o fim da mesma.
Essa estratégia deu tão certo, que conseguiu deixar os alunos ansiosos para saber a continuação e o fim da história, levando-os à biblioteca emprestar o livro, porque não conseguiamesperar o outro dia, a professora dar continuidade à mesma.
Foi uma experiência fantástica!. A duração da leitura do livro levou os dois meses do primeiro bimestre e um pouco do segundo.
Para concluirmos este projeto, assistimos ao filme que recebeu o mesmo nome do livro “POLLYANNA”. Até hoje, alunos que participaram do início deste projeto ainda se lembramcom saudade.
Hoje, vários alunos veem a leitura como algo gostoso de fazer, não uma coisa chata, monótona e enfadonha.
Quando começo trabalhar um novo conteúdo, procuro fazê-lo com a leitura de um livro. Para introduzir o conteúdo de matemática (frações), costumo fazer a “Festa da fração”, para que o aluno consiga na prática, compreender e aprender melhor o conteúdo....
tracking img