A lei de cotas para deficientes fisicos em empresas versus o tratamento das empresas para com esses profissionais.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2041 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

FUNDAÇÃO EDSON QUEIROZ
UNIVERSIDADE DE FORTALEZA
CENTRO DE CIÊNCIAS JURIDICAS
DISCIPLINA: ELABORAÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO









A LEI DE COTAS PARA DEFICIENTES FISICOS EM EMPRESAS VERSUS O TRATAMENTO DAS EMPRESAS PARA COM ESSES PROFISSIONAIS.











ALEXANDRE PARENTE NOGUEIRA
MATRÍCULA 0813877












MAIO/2012
FORTALEZA, CEALEXANDRE PARENTE NOGUEIRA


















A LEI DE COTAS PARA DEFICIENTES FISICOS EM EMPRESAS VERSUS O TRATAMENTO DAS EMPRESAS PARA COM ESSES PROFISSIONAIS.





Trabalho apresentado como requisito parcial de avaliação na disciplina de Elaboração do trabalho Cientifico à Professora Lia Mara Silva AlvesMAIO/2012
FORTALEZA, CE


TEMÁTICA DA PESQUISA






O tema da pesquisa é a lei de cotas para deficientes físicos em empresas versus o tratamento das empresas para com esses profissionais. Essa pesquisa tratará da investigação do tratamento humano e profissional dado aos portadores de deficiência física contratados por obrigatoriedade da lei 8213/91, que delimita cotas decontratação de acordo com a quantidade de funcionários, tendo como foco empresas do município de Fortaleza





OBJETIVOS





Os objetivos desse trabalho podem ser distintos em dois grupos, sendo o geral e os específicos. Como objetivo geral, tem-se que pretende-se investigar algumas empresas cearenses que possuem deficientes físicos em seus quadros funcionais, contratados por força delei, e verificar como essas empresas tratam esses funcionários tanto do ponto de vista humano quanto do ponto de vista profissional.


Como objetivos específicos tem-se:


• Identificar a visão dos empresários cearenses sobre esta lei


• Identificar funções e atribuições imputadas a essas pessoas e se essas estão em consonância não só com sua deficiência, mas com suaqualificação profissional


• Identificar que tipo de tratamento humano essas pessoas tem por parte da empresa e dos colegas de trabalho


• Verificar a eficiência dessa lei no sentido de conferir a dignidade das pessoas com deficiência através da obrigatoriedade do mercado de trabalho em dar-lhes uma oportunidade


 


 


JUSTIFICATIVA








Asempresas são agentes econômicos que, por sua natureza, estão sempre buscando maiores lucros. Essa visão, vem sendo modificada com o passar dos anos ao passo que as empresas passaram a ter uma visão mais humanizada e uma relação mais estreita com a sociedade, conseqüência direta de uma evolução da sociedade no sentido de se tornar mais consciente da existência e da importância do outro, do meioambiente e do todo.


Entretanto algumas concessões que as empresas fazem no intuito de beneficiar a sociedade não são fruto apenas de uma cobrança direta do mercado consumidor, mas de imposições feitas na constituição para garantir que direitos mínimos sejam garantidos também onde a mão do estado não interfere diretamente, como é o caso das empresas.


O foco desse trabalho é ainclusão dos deficientes físicos no mercado de trabalho através de cotas estabelecidas por lei, porém, além de não haver o cumprimento rígido da lei por parte das empresas, essa imposição de cotas pode trazer conseqüências sociais graves para essas pessoas se as empresas não estiverem preparadas para recebê-las.


Essa preparação vai bem além de rampas de acesso, elevadores, equipamentosadaptados e outros mecanismos de acessibilidade para deficientes. E necessário que as empresas estejam preparadas para garantir a dignidade dessas pessoas, garantir seu direito a busca do crescimento profissional dentro de um plano de cargos e carreiras justo, garantir seu direito a exercer funções que sejam adaptadas não só a sua deficiência, mas também, e principalmente, a sua capacidade intelectual....
tracking img