A historia da radiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2404 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
tdtonline.org

A Descoberta e a Evolução do RX
Cristina Almeida, Eugénia Arede e Susana Vieira, 2008

Introdução – O fortuito 8 de Novembro de
1895
A 8 de Novembro do ano de 1895, o físico alemão Wilhelm
Conrad Roentgen (1845-1923), verificou, pela primeira vez,
a produção de raios X enquanto trabalhava com um tubo
de raios catódicos. Esse tubo achava-se envolvido por uma
caixa decartão negra, mas Roentgen percebeu que uma
película que se encontrava próximo do tubo emitia luz
sempre que este funcionava. Ele provou que a causa da
luminescência eram raios invisíveis e misteriosos a que
chamou de “X”. (1)

Nem todas as matérias são penetráveis com a mesma
facilidade. Placas grossas de metal pareceram ser opacas,
enquanto os ossos apresentam-se transparentes para umadeterminada alta tensão escolhida. Placas fotográficas
foram expostas a raios X e em pouco tempo podiam
apresentar a fotografia de uma mão (figura 3). (2)

Figura 3 – A: 1ª radiografia da História tirada por Roentgen (mão
da esposa, Bertha Roentgen, séc. XIX); B: Radiografia de uma
mão na actualidade

Desenvolvimento
descoberta



Repercussão



Comunidade científica



Meios decomunicação



desta

Comunidade leiga

TDTOnline
Magazine

Figura 1 - Wilhelm Konrad Roentgen (1845-1923, prémio Nobel
em 1901)

Figura 2 - Reconstrução do laboratório de Rontgen

Outros cientistas também conseguiram produzir esta
radiação durante as suas experiências, porém não tiveram
o mérito de reconhecê-la. Filmes guardados na
proximidade dos seus equipamentos ficaraminutilizados.
Crooks, por exemplo, achou que os filmes eram de má
qualidade. O mérito de Roentgen foi o de ter investigado
em profundidade a natureza da nova radiação. No seu
primeiro, famoso e provisório comunicado (28 de
Dezembro de 1895) sobre “um novo tipo de radiação”, ele
publicou o resultado das suas pesquisas científicas: a
superfície aquecida da parede de vidro é a fonte de raios X.Dali propagam-se em linha recta e penetram na matéria.

A repercussão imediata
Em termos de repercussão imediata, a descoberta dos raios
X parece ser um caso único na história da ciência. As
notáveis aplicações na medicina foram imediatamente
percebidas pelo próprio Roentgen, que fez uma radiografia
da mão da sua esposa. Investigadores em todo o mundo
repetiram a experiência de Roentgen,não apenas na
tentativa de descobrir novas aplicações, como também com
o objectivo de compreender o fenómeno, tarefa que
desafiou a inteligência humana ao longo de quase três
décadas. (3, 4)
Além desse enorme interesse despertado na comunidade
científica, é interessante avaliar o interesse despertado na
comunidade leiga, o que muito contribuiu para a criação de
um folclore em torno dofenómeno.
Algumas notícias extravagantes são relatadas num jornal
não identificado. Uma delas alertava para a vulnerabilidade
a que todos estavam sujeitos depois da descoberta dos
raios X. Segundo este jornal, qualquer um armado com um
tubo de vácuo podia ter uma visão completa do interior de
uma residência. Outras notícias sugeriam aplicações

7

tdtonline.org

fantásticas para os raiosX, como a de ressuscitar pessoas
electrocutadas. (3)
No início os raios X causaram sensação, todos queriam ver
o próprio esqueleto e no mesmo ano os médicos
adoptaram a novidade. Com estes raios era agora possível
observar no interior do corpo humano, fracturas ósseas,
patologias de alguns órgãos e desde logo começaram a ser
usados no tratamento do cancro. (1) Em Abril de 1896, um
relatóriomédico apresentado no “Medical Record”
descreve um caso em que um carcinoma gástrico responde
de forma surpreendente à irradiação com raios X. (5)
Investigadores também radiografavam animais para
estudos anatómicos enquanto na sociedade a reacção era
de deslumbramento. (1, 5)

Figura 6 - Equipamento utilizado para visualizar as imagens de
raios X

Esta descoberta valeu-lhe o prémio...
tracking img