A gerencia cientifica e o paradoxo da administração

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (562 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Gerência cientifica e os paradoxos da administração
Antes do manifesto revolucionário, o mundo sofria com as pressões geradas pelo aumento da competição no mundo globalizado, no final do séculovinte a eficiência passou a ser prioridade numero um, porem, ao contrario do que esperavam as propostas modernas supostamente revolucionárias bem antes, desde de 1911 já surgia promessas para alterar omundo do trabalho.
The Principles of Scientific Management, escrito pelo engenheiro norte-americano Frederick W. Taylor em 1911 tem uma importância extrema na gestão, enquanto disciplina doconhecimento. De fato, a obra de Taylor teve o mérito de ser a primeira a olhar a gestão como uma atividade separada e perfeitamente identificável. Nela Taylor desenvolve as conclusões das suas investigaçõessobre a forma mais eficiente de realizar as tarefas individuais, criando aquilo que ficou conhecido como a gestão científica do trabalho. Após ter identificado cada movimento e ações, implicadas narealização de cada tarefa, Taylor determina o tempo ótimo para o executar. A partir deste tempo ótimo, o gestor poderia então avaliar a qualidade do trabalho individual.
Os valores são princípiosnorteadores das inspirações,ações e avaliações,instituindo normas,sejam individualmente ou socialmente,par obtenção do que se necessita ou se deseja.
As organizações também possuem seusvalores,direcionando ações para o atingimento de metas.Os valores individuais constitui o núcleo da cultura organizacional e definem o sucesso da organização.
Em "O Fim dos empregos", Jeremy Rifkin apresenta umavisão um tanto preocupante, e, ao mesmo tempo, esperançosa do futuro. O autor argumenta que o mundo está entrando em uma nova fase na história. Após as previsões de Alvin Toffler em "A Terceira Onda" , eMarshall Mc Luhan com sua "Aldeia Global", ambos prevendo que o mundo no século XXI seria maravilhoso, uma espécie de "aldeia global", com todos os seres falando a mesma língua, usando as mesmas...
tracking img