A fonte fecunda - literatura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1615 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO
CAMPUS PETROLINA

CÁTIA SOUZA
GÉSSICA CARVALHO
JOAQUIM NETO
KAREM ALVES
TÁSSIA TAMILLYS

A FONTE FECUNDA – LITERATURA

PETROLINA
JUNHO DE 2012
INTRODUÇÃO
Os textos literários passaram a ser vistos pelos historiadores como materiais propícios a múltiplas leituras, especialmente por sua riqueza de significados para o entendimento do universo cultural, dos valores sociaise das experiências subjetivas de homens e mulheres no tempo.

A fonte literária na historiografia
Desde a segunda metade do século XIX, quando a História tornou-se disciplina acadêmica, o tempo passou a ser usado predominante como sinônimo de documento e expressão de autoridade e verdade.
A Escola Metódica francesa encarregou-se de estabelecer os parâmetros metodológicos orientadores da criticainterna e externa das fontes como o objetivo de assegurar a autenticidade documental para reconstruir objetivamente o passado “numa correlação explicativa de causa e consequência”. As fontes escritas, preferencialmente oficiais, ganharam o status de documentos verdadeiros para uma historiografia preocupada, sobre tudo, com o encandeamento cronológico dos acontecimentos políticos nacionais.Tamanha ambição exigiu uma postura interdisciplinar, que os levou a se aproximarem as áreas de conhecimento vizinhas, como a Geografia, a Sociologia, a Economia e a Psicologia.
Com a Nova História, enfim, o documento, em todas as suas formas, deixou de ser entendido como expressão de verdade transparência para ser analisado como um monumento dotado do seu próprio sentido, a que não se pede recorrer seprecaução. Alguns historiadores ingleses preocupados em renovar a historiografia marxista, que até então enfatizava os estudos das estruturas econômicas e sociais. Eles encontraram na produção literária uma das fontes mais significativas.
Diferentemente do que sucede em outros países, o fenômeno central da vida do espirito.

Afinal, o que é literatura?
Para se interpretar o texto literário éimprescindível compreender o que particulariza tal modalidade de expressão escrita, seja em relação à própria narrativa histórica seja na comparação a outros tipos de textos. Isso pressupõe refletir sobre o que é que é literatura, questão permanentemente controversa a qual já foram dedicadas paginas e paginas por filósofos, linguistas, críticos e teóricos em geral.
É certo que a conceituação dessaarte, do modo como a conhecemos, é um produto dos processos históricos ocorridos no Ocidente a partir da sua matriz europeia.
Desde o século XIX, porem, “literatura entrou a ser empregada para definir uma atividade que, além de incluir os textos poéticos, abrangia todas as expressões escritas, mesmo as cientificas e filosóficas”.
Aristóteles, um dos primeiros pensadores a estudar o tema, cujosescritos foram retomados em diferentes momentos históricos desde o renascimento, formulou o conceito de mimese, isto é, da obra literária como representação (ou imitação) do mundo. Os românticos do século XIX acrescentaram a isso a ideia de que o artista, além de representar, também cria universos ainda não vistos, utópicos e imaginários. Para os defensores da arte engajada, no século XX, arepresentação literária de veria envolver uma tomada de posição, critica ideológica, do escritor diante da realidade.
A partir da segunda metade do século XX, passou-se a enfatizar não tanto o conteúdo das obras, mais o modo como a literatura se realiza, ou seja, as formas de linguagem utilizadas para criação artística.
A literatura não documenta o real nem constitui representação semelhante aosdiscursos científico, filosófico, politico, jurídico ou outros. O texto literário é sinônimo de ficção-ou fingimento-, destinado a entreter ludicamente o leitor, transportando-o para universos imaginários.
A pesquisa histórica tem contribuído justamente para a compreensão dos modos como a literatura foi concebida, particularizada em relação a outras expressões orais ou escritas, transmitida, lida,...
tracking img