A etica protestante

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 33 (8060 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Cronologia, parcial, do Horror das Religiões e Seitas na história.
As matanças religiosas na história [visão parcial]:
+- 33 - Segundo relatos bíblicos, Jesus Cristo [Yeshua HaMashiach], inicialmente foi condenado pela lei Judaica, e, posteriormente, foi crucificado em Jerusalém por violações às leis Romanas.
Foi crucificado em uma cruz inmissa (cruz com duas madeiras cruzadas na partesuperior); sepultado em uma gruta e ressucitou ao 3° dia.
64 - Roma sofreu um desastroso incêndio que se estendeu por seis dias e seis noites, destruindo dez dos catorze bairros da cidade. Nos dias seguintes, em um clima de exasperação e de horror, começou a circular o boato de que Roma havia sido queimada por ordem do imperador. Como a plebe se mostrasse cada vez mais ameaçadora, Nero, para aplacar oseu furor, encontrou um bode expiatório naquela que os romanos consideravam uma "seita religiosa" de origem oriental: os cristãos. Começou assim um período de perseguições que, com poucos intervalos, viria a estender-se por cerca de três séculos [de 64 a 313] em todo o Império Romano. Nero organizou grandiosos espetáculos com o objetivo de aplacar a sede de vingança dos cidadãos romanos, durante osquais os cristãos sofriam todo tipo de suplícios antes de ser mortos.
+- 66 a 68 - Pedro e Paulo sofrem o mártirio. Pedro é crucificado de cabeça para baixo e Paulo, por ser cidadão romano, é decapitado.
326 - Constantino persegue os hereges. A Igreja que era perseguida passa a perseguir e a punir os seus opositores.
1096 a 1270 - Cruzadas:
Em sua visita a Terra Santa, em celebração pelapassagem do segundo Milênio do Cristianismo, o papa João Paulo II pediu perdão aos judeus e muçulmanos pela Igreja Católica ter, há 900 anos atrás, instigado a Cruzada que terminou por produzir um terrível massacre da população civil judaica e árabe de Jerusalém, por parte dos cavaleiros cristãos.
"Fanatizado, o cristão comum, considerando-se um vingador celestial, virara um animal feroz a quem umestripamento, uma carótida esguichando, ou a degola dos gentios, parecia a justa revanche dos tormentos de Cristo. Quem respirasse era morto. Mataram inclusive os animais domésticos."
Uns anos antes da catástrofe, o poeta árabe al-Maari, que morrera em 1057, separara os homens em dois grupos: "os que têm cérebro mas não têm religião/ E aqueles que têm religião mas não têm cérebro". O GrandeMassacre, ocorrido há 900 passados, além de ter azedado para sempre a relação entre os cristãos e os muçulmanos, permaneceu como um desses estúpidos altares sacrificiais erguidos pelos homens que têm religião mas não têm cérebro.
1179 - Terceiro concílio de Latrão, o cânone 27 convoca os príncipes para ajudar na repressão da heresia. Isso significou envolver o poder leigo nas decisões eclesiásticas,transformando o crime contra a fé em um crime contra o estado.
1209 - A cruzada "Albigense", contra os Cátaros, com vinte mil cavaleiros montados à frente de um enorme exército. Em sua primeira grande vitória, os cruzados tomaram a cidade de Beziers e massacraram quase todos os habitantes, entre eles muitos que se consideravam católicos leais. Quando perguntaram ao legado papal como distinguirentre hereges e católicos, dizem que ele respondeu: “Matem-nos a todos. Deus se encarregará dos seus”.
1215 - Quarto concílio de Latrão estabeleceu punições para os hereges e impôs que judeus e muçulmanos usassem a roseta, primeira versão da estrela amarela, para os diferenciar dos cristãos.
1233 - O Papa Gregório IX edita duas bulas que marcam o início da Inquisição, instituição da IgrejaCatólica Romana que perseguiu, torturou e matou vários de seus inimigos, ou quem ela entendesse como inimigo, acusando-os de hereges, por vários séculos. A bula "Licet ad capiendos", a qual verdadeiramente marca o início da Inquisição, era dirigida aos dominicanos, inquisidores, e era do seguinte teor: "Onde quer que os ocorra pregar estais facultados, se os pecadores persistem em defender a heresia...
tracking img