A crise economica grega e sua eleição

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1570 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A CRISE ECONOMICA GREGA E SUA ELEIÇÃO

GREEK ECONOMIC CRISIS AND ITS ELECTION

TOLEDO, Evandro Ramos do Carmo ¹

RESUMO

Este trabalho apresenta um breve resumo dos motivos e as soluções encontradas para a crise européia, mais especificamente na Grécia, e também apresenta um breve resumo sobre as eleições gregas.

Palavras-chave: Grécia, União européia, eleições gregas, Eurobloco, FMI.ABSTRACT

This paper presents a brief summary of the reasons and solutions to the crisis in Europe, specifically in Greece, and also provides a brief overview of the Greek elections.

Keywords: Greece, the European Union, Greek elections, Euroblock , IMF.

1. INTRODUÇÃO –

A formação da crise econômica da Europa deu-se fundamentalmente por problemas fiscais. Alguns países europeus,como a Grécia, gastaram mais do que arrecadaram por meio de impostos, e para se financiar esses países acumularam grandes dívidas. Assim passando significativamente o acordo do Tratado de Maastricht de 1992 que estipulou um limite de 60% do PIB. Na Grécia o descontrole foi ainda maior, ultrapassando 2 vezes o valor estipulado por esse tratado.
A Europa passou pela primeira grande desconfiançaquando acontecia a crise de 2007 em que se desconfiava que os bancos americanos e também europeus possuíam ativos altamente arriscados, por meio das hipotecas americanas. A crise confirmou essa desconfiança e os governos passaram a injetar bilhões de dólares nas suas economias.
Em 2010 foi revelado que a Grécia teria fechado acordos com bancos americanos para esconder uma parte da sua dívidapública. Essa revelação fez com que a Europa passasse por mais uma desconfiança dos mercados, ocasionando assim um grande pessimismo nas economias européias.

2.1. A Crise Grega

A Grécia adotou uma série de pacotes de austeridade, que fez com que houvesse um forte aperto fiscal. Num total de 30 Bilhões de euros, o que representa 12,5% do PIB grego em 2009, mais cerca de 5% de redução no PIB em 2010e mais de 4% de aperto em 2011.
No primeiro pacote de austeridade que foi relativo a um empréstimo de 80 Bilhões e incluiu um congelamento dos salários e todos os funcionários públicos, corte de 10% do bônus e em horas extraordinárias, alem de uma forte redução nas viagens a trabalho.
No segundo pacote foi criado a lei de proteção a economia que tinha como objetivo salvar outros 4,8 Bilhõesde euros. Sendo necessário que houvesse cortes de 30% em subsídios de natal e páscoa, um corte de 12% em bônus públicos, um corte de 7% dos salários, um aumento da taxa IVA de 4,5% para 5%, um aumento do imposto de gasolina para 15% e um aumento no imposto em carros importados entre 10% e 30%.
Em um terceiro pacote foi necessário fazer uma redução de 8% em todos os subsídios, foi feito um corteno pagamento de 3% do salário dos funcionários públicos. Houve um retorno de um imposto especial sobre as pensões elevadas. Foi criado impostos sobre lucros das empresas. Houve um aumento do valor das propriedades acarretando assim mais impostos. Aumento de 10% nos impostos para os carros importados, redução de empresas publica de 6000 para 2000 e uma redução de municípios de 1000 para 400.
Noquarto pacote de austeridade teve como resultado um aumento de mais de 50 Bilhões em privatizações e foi criado um imposto de 2% que servia como forma de combater o desemprego.
Se a Grécia não pertencesse à zona do euro o ideal a se fazer era declarar moratória, impulsionando outros países, como Portugal, Irlanda, Espanha a fazerem o mesmo, fazendo com que os custos de empréstimos aumentassem.Temendo uma crise ainda maior na União Européia, a França e a Alemanha se organizaram para ajudar a Grécia, impondo uma redução no Déficit Público de 12,7% em 2009 para 2% em 2013. Então o 1º ministro grego Georges Papandreou solicitou um pacote de ajuda da UE e do FMI, para tirar o país da crise, pacote esse que era de 45 Bilhões de euros.
A UE e o FMI aprovaram um pacote de 110 Bilhões de...
tracking img