A cidade de toledo no reinado de afonso x (século xiii): a convivência entre cristãos, mulçumanos e judeus.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2783 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A CIDADE DE TOLEDO NO REINADO DE AFONSO X (SÉCULO XIII): A CONVIVÊNCIA ENTRE CRISTÃOS, MULÇUMANOS E JUDEUS.

    SILVA, Marcelo Fernandes *

*Acadêmico do III Ano de História da UnUCG.

Resumo: O trabalho que será apresentado tem como objetivo, fazer uma análise da cidade de Toledo, no século XIII, período no qual ficou conhecida como berço do conhecimento do Ocidente Medieval devido aosseus inúmeros centros de pesquisas e por ser o símbolo de “tolerância” em relação às três religiões (Cristianismo, Judaísmo e Islamismo). O objetivo principal desta comunicação é analisar, a partir do conceito de “tolerância”, a convivência entre cristãos, mulçumanos e judeus, em Toledo, importante centro cultural europeu durante o reinado de Afonso X (1221-1284), cuja alcunha era "El Sábio". Toledoera considerada uma “cidade-farol”, pois durante o reinado de reis ibéricos como Afonso X, houve não apenas o financiamento da tradução de textos greco-árabes para o latim na Escola de Tradutores dessa cidade, mas houve também investimentos na divulgações destas traduções para os principais centros de saber da Europa.

Palavras- Chave: Toledo, Tolerância, Reinado de Afonso X.

Estetrabalho tem como objetivo, fazer uma analise da cidade de Toledo no século XIII, sob o reinado de Afonso X, período no qual a cidade ficou conhecida por seus inúmeros centros de pesquisas e por ser o símbolo da tolerância medieval e também dentre de outros fatores que serão analisado neste texto.No entanto deve-se deixar claro que o objetivo principal desta comunicador , é analisar, a partir doconceito de “tolerância”, a convivência entre cristãos, mulçumanos e judeus, em Toledo
Toledo foi à capital da Espanha visigótica, desde o reinado de Leovigildo (? -586) até a conquista moura da península Ibérica no século VIII. E Sob o Califado de Córdoba, Toledo conheceu uma era de prosperidade.
No dia 25 de maio de 1085, Afonso VI (1039-1109) de Castela, ocupou Toledo e estabeleceu ocontrole direto sobre a cidade moura. Este foi o primeiro passo concreto do reino de Leão e Castela na chamada Reconquista. É importante destacar que estes combates foi à primeira batalha das chamadas “guerras santas ou guerra da reconquista”, ou seja, à primeira guerra com a uma justificativa religiosa, onde se estava retomando um bem perdido dos povos infiéis de volta a cristandade. Para muitospesquisadores este tipo de combate é considerado mais uma missão religiosa do que uma guerra. Costa (1998) ressalta que, a idéia de missão religiosa esta claramente incorporada à ação guerreira, ligando de fato a um projeto de ocupação dos principais lugares andaluzes.
Lembrando ainda sob a perspectiva de Costa (1998) que, a idéia de recuperar algo perdido ou reconquistar, começaefetivamente com a Fernando I ,devido que o mesmo dedicou parte do seu reinado a combater povos de outras religiões afim de recuperar terras perdidas em guerras anteriores .Num sentido mais estrito, pode entender como Reconquista, a um processo expansão territorial ibero-cristão de clara motivação religiosa, sendo assim podemos até a ariscar a dizer que , a guerra santa não é um conflito armado, mas sim umaguerra de religião e cultura de povos distintos.
De passagem torna-se necessário fazer um breve resumo sobre o conceito de tolerância nos tempos medievos, que difere do conceito contemporâneo.
Inicialmente deve-se ressaltar que o conceito de tolerância medieval especificamente na região da Península Ibérica, não possui o mesmo significado que conhecemos hoje. Sobre isso diz Epalza(1992.p.213), que o conceito de tolerância sucedido em Toledo (Sec. XIII), era da seguinte forma: “os povos eram “tolerados”, da forma mais simples possível, se seguisse e participando, das correntes culturais e lingüísticas majoritárias da sociedade dominante”. Pode ser ressaltado então, que era uma espécie de “tolerância”, forjada na opressão dos mais “fortes” sobre os mais “fracos”. Nesse...
tracking img