A cartomante

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (304 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Análise Crítica de “A Cartomante”

O conto se inicia com Rita citando Shakespeare (em vulgar), tinha acabado de consultar uma cartomante. Este ato levou Camilo aos risos epor isto ela estava se justificando ao dizer que “havia muito coisa misteriosa e verdadeira neste mundo”. Há uma forte crítica ao positivismo da época, onde havia a crença apenasna ciência. Entretanto, não se pode negar que também havia a presença do medo e desassossego. O conto traz o oposto, com uma personagem crédula.
A obra inaugura o estilorealista de Machado de Assis e ainda evidencia a sua mente além do seu tempo narrando um triangulo amoroso. É notável a crítica à sociedade moralista; ao colocar o assunto da traiçãoele não está se referindo só a Rita e seu caso com Camilo, mas também à muitas mulheres e homens que condenavam estas atitudes por pura conveniência, mas cometiam tais atos àsescondidas. Deixando claras as contradições de uma vida comum: ingenuidade e malícia; sinceridade e hipocrisia.
Mas a qualidade de figura central do conto fica para “ACartomante”, que com suas previsões e conselhos manipula as personagens levando-as a um fim trágico. Trazendo assim, uma análise da mente humana e as influencias as quais pode estarvulnerável.
No fim do conto fica clara a relação “Causa e Consequência”, onde é mostrado o quanto que as nossas atitudes, erros e deslizes podem nos levar a um fim trágico.Seguindo os conselhos e previsões da cartomante e mantendo o relacionamento, Rita é descoberta por Vilela e a mata, logo em seguida Camilo, encorajado pela mesma guia, aparece na casee encontra a sua amada morta e também a sua própria morte. Pode-se notar que o autor retoma a crítica à sociedade, em um final que mostra que os pecadores devem ser punidos.
tracking img