A bondade aparente

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4859 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A BONDADE APARENTE
Estamos em todo momento nos confrontando com as Políticas Sociais, sejam elas na área da saúde, educação, previdência, habitação, jurídicas ou assistência, sua abrangência vai desde grupos específicos: estudantes, trabalhadores, aposentados, idosos, índios, grávidas, idosos, crianças, migrantes, a casos isolados de doentes, deficientes..., estes benefícios vão desde chás,cobertores, palestras, sopas a serviços educacionais, orientação social, assistência médica para atender com mais eficácia as Políticas Sociais aparecem cada vez mais detalhadas e específicas, seja ela em forma de um serviço ou benefício. Estados, municípios e organizações privadas possuem vários programas sociais, as organizações privadas recebem subsídios do Estado, de entidades internacionais, departiculares ou de empresas, O Estado e organismos privados estão muito entrosados na elaboração e execução das politicas sociais formando assim um conjunto chamado por alguns autores de Estado ampliado.
Esses auxílios e serviços mesmo garantidos por lei aparecem como favores a fim de catar votos ou grupos que estão no poder vigente, ou seja, aparecem como bons para o povo usando como ponto departida as necessidades básicas do cidadão. O Estado no caso dos benefícios prestados recorre a uma fala que decorre ao modelo familiar, pois toda a sociedade se assemelha a uma grande família que deve viver em harmonia social e em paz colaborando uns com os outros, discurso este que surge na voz dos políticos e em seus escritos, o próprio Getúlio Vargas colocava em seus pronunciamentos essa ideia decolaboração (patrões e empregados), dizia ele que as políticas sociais viriam a diminuir as questões de disputa e os conflitos entre empregadores e empregados, Bismarck da Alemanha também usou essa justificativa para a implantação do primeiro sistema previdenciário estatal, essas proposta de colaboração não se restringiu apenas no setor privado, mas também nas relações Estado e Sociedade.
Com aideia de desenvolvimento implantado por Juscelino Kubistchek pretendia ampliar o entrosamento entre Estado e massas, falava de gente humilde, pobre de um lado e próspero do outro, nesse discurso a sociedade parece dividida entre os explorados e os exploradores, dominados e dominantes, entre os fracos encontram-se os velhos, os doentes, as crianças, as gestantes, os acidentados, os pobres entãoessas condições lhes são dadas por natureza e não condições sociais; Milton Friedman afirma que o Estado só deve ajudar os grupos e famílias que não podem sustentar-se, Malthus havia defendido o corte de toda a ajuda aos pobres a fim de reduzir o crescimento da população, deveria ser somente aos inválidos; A Igreja através das encíclicas principalmente a Rerum Novarum postulou a proteção aostrabalhadores através de certas reformas sociais: adoção de um salário justo, organizações sindicais e o repouso dominical, O papa defendia a propriedade privada... Segundo o Papa essa proteção seria uma forma de harmonizar os ricos com os pobres.
Com o avanço do capitalismo juntamente com o avanço tecnológico, dos equipamentos de produção a as intervenções do Estado e das lutas sociais, os discursos eas falas também foram mudando, As políticas sociais também passaram a significar implantação de áreas de lazer e esporte, escolas, praças, creches, espaços culturais tudo em nome do “Desenvolvimento de comunidade” sob a ideologia da colaboração e harmonia de todos, pois o contato da população a esses novos equipamentos era importante para integrá-la numa sociedade de consumo e adaptá-la a novasformas de produção. Diante dessa tecnologia o homem precisaria se tornar mais hábil e produtivo nesse discurso apareceu a “ desenvolvimento de recursos humanos” posteriormente estas tecnologias que aumentariam a produção e consumo geraria também poluição , para justificar essa nova intervenção estatal utiliza-se o discurso “ qualidade de vida” com a construção de obras coletivas com agua, esgoto,...
tracking img