A balsa de medusa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (520 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A BALSA DE MEDUSA:
Descrição, análise e crítica da obra de Théodore Géricault

A Balsa de Medusa, obra realista do pintor Théodore Géricault (1791-1824), retrata a história da dramáticaexperiência dos sobreviventes de uma fragata francesa - A Medusa - que naufragou próximo à costa do Marrocos, após encalhar em 2 de julho de 1816. Não havendo botes salva-vidas para todos, 149 pessoas tentaramsobreviver amontoando-se em uma pequena “jangada”, feita com restos do navio, e ficaram a deriva no mar aberto por vários dias.
Esse fato, que comoveu toda a França, impressionou o pintor, querealizou um estudo profundo sobre o naufrágio para produzir a obra. Entrevistou os sobreviventes, os enfermos e até viu os mortos. Assim, foi capaz de captar e reproduzir os detalhes desse trágicoacontecimento. No quadro, vê-se uma pequena jangada construída precariamente com tábuas, cordas e partes do mastro no qual ainda balançavam pedaços da vela e vários homens, em diversas posições, com diferentesposturas diante da situação. Alguns com semblantes derrotados, outros desesperados, alguns esperançosos. Homens tentando se agarrar em outros, alguns lutando, outros quase caindo. Homens nus eseminus, homens mortos.
Ao analisar o quadro mais cuidadosamente, pode-se observar que ele retrata diversas atitudes e sentimentos humanos, manifestados pelos sobreviventes que se encontram sobre o restodo navio. Diante da situação de perigo e difícil em que se encontravam, alguns homens demonstram desânimo e, não acreditando que haja uma saída, se entregam. Outros duvidam de tudo e de todos e poucofazem para buscar uma solução. Os esperançosos não desistem, fazem sinais, agitando panos, sempre na expectativa de que podem ser vistos por alguma embarcação e assim, finalmente, serem salvos. Algunsainda (os dois na frente que agitam panos), além de esperançosos, destacam-se como líderes, sempre no comando, tentando buscar a salvação para todos. Há também os que já estão mortos de fato....
tracking img