A mulher e o transito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6891 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A mulher e o acidente de trânsito: caracterização do evento em Maringá, Paraná Women and traffic accidents: characterization of occurrences in Maringá, Paraná

Resumo
Os acidentes de trânsito são atualmente a primeira causa de mortalidade no conjunto de causas externas entre as mulheres. A mulher atual, pelas mudanças em seu papel na sociedade, vem se expondo a novos riscos. Este estudo tevecomo objetivo caracterizar a mulher envolvida em acidente de trânsito, assim como os eventos. Foi realizado um estudo transversal, com dados secundários obtidos nos Boletins de Ocorrência de Acidente de Trânsito – BOAT, do 4º Batalhão da Polícia Militar de Maringá, Setor de Trânsito. Os dados foram categorizados e analisados por meio de testes não-paramétricos, de correlações (Spearman) e teste deindependência entre as variáveis (qui-quadrado). As mulheres envolvidas em acidente de trânsito eram em sua maioria solteiras (34,0%), com idade entre 21 e 30 anos (49,0%), nível de escolaridade acima do ensino médio (58,0%) e predominantemente condutoras (65,0%). Os eventos ocorreram principalmente em dias úteis e nos período da tarde e da noite. As lesões foram mais frequentes em mulheres até os20 anos e acima dos 51. Maior envolvimento em colisões com automóveis (69,%), com grande proporção de atropelamentos (14,2%), envolveram mulheres acima dos 50 anos e com menor nível de escolaridade. Foram mais atentas ao uso de dispositivos de segurança quando casadas e com maior nível de escolaridade. Estes dados sugerem novo perfil da mulher no trânsito, devendo o acompanhamento destascaracterísticas e das consequências destes acidentes serem mais constantes em pesquisas, direcionando medidas e campanhas preventivas. Palavras-chave: Acidentes de trânsito. Saúde da mulher. Prevenção de acidentes. Epidemiologia.

Pedro Paulo DavantelI Sandra Marisa PellosoIII Maria Dalva de Barros CarvalhoIII Nelson Luis Batista de OliveiraII
I

Departamento de Ciências da Saúde da UniversidadeEstadual de Maringá. Departamento de Enfermagem da Universidade Estadual de Maringá. Departamento de Medicina da Universidade Estadual de Maringá.

II

III

Correspondência: Pedro Paulo Davantel. Av. Parigot de Souza, 198, Ap. 103 – Centro – Maringá, PR CEP 87013-300. E-mail: pdavantel@gmail.com.

355 Rev Bras Epidemiol 2009; 12(3): 355-67

Abstract
Today traffic accidents are the firstcause of morbidity in the group of external causes among women. Modern women have changed their role, exposing themselves to new risks. So, this study had as its purpose, characterize women involved in traffic accidents and to describe these accidents. A cross-sectional survey was conducted with information obtained from the Traffic Accident Report Bulletins–BOAT of the 4th Military Police Station inMaringá, Traffic Section. Data were classified and analyzed with Spearman’s non-paramedic correlation tests and the chi-square variable independence test. Women involved in traffic accidents are, in their majority, single (34.0%), from 21 to 30 years old (49%), with a high school degree (36.0%), driving for eight years or less (38.8%), and predominantly the drivers (65.0%). Accidents occurredmainly on weekdays and in the afternoon and at night. Lesions affected most frequently women under 20 and over 51 years of age. There were more collision accidents with automobiles (69.0%), with a great run over ratio (14.2%), involving women above 50 years of age with less schooling. When married and well educated, women are more attentive to the use of safety devices. They were more involved in caraccidents than in motorcycle accidents. And in these accidents, they were 31 years old or less and with complete high school and incomplete college education. These data suggest a new profile of women in traffic, and these features and their consequences should be more constantly followed up in research, guiding preventive measures and campaigns. Keywords: Accidents traffic. Women’s health....
tracking img