A arte de advogar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 99 (24691 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO DE DIREITO

A ARTE DE ADVOGAR:

Projeto de pesquisa da monografia a ser apresentada, como requisito parcial à obtenção do grau de bacharel em Direito da Faculdade Cenecista de Campo Largo - FACECLA, sob a orientação do Professor RODRIGO CASTELLI

AGRADECIMENTOS

Agradeço primeiramente à Deus, por me dar capacidade para concluir este curso.Agradeço à dedicação de todos que nos repassaram informações valiosas e que dispuseram de seu tempo para contribuir direta e indiretamente com o projeto. Todos, sem exceção, foram de grande importância na realização do mesmo.
Aos meus familiares e amigos pela permanente aposta em meu crescimento como pessoa e profissional, pelo carinho, incentivo e suporte em todos os momentos e, por terem apreendidoa conviver com minhas ausências, caras feias e carinhos interrompidos... Sem o apoio e o carinho de vocês não conseguiria chegar até aqui, obrigado!
Ao meu orientador professor Rodrigo Castelli pela atenção, ensinamentos, por me mostrar como trabalhar com competência, dedicação e entusiasmo, pela amizade e, principalmente, pela paciência dedicada. Aos Desembargadores e tantos outrosprofissionais, operadores do direito, que contribuíram com este projeto, obrigado!
E a tantas outras pessoas que acreditaram neste trabalho, me auxiliaram e compreenderam a ausência.

A advocacia não é certamente um caminho glorioso. É feito, como todas as coisas humanas, de sacrifícios e exaltações, de amarguras e esperanças, de desenganos e renovadas ilusões.Entretanto, é grande virtude entrevermos nela esse pequeno fio de ouro da glória que desejamos para nosso filho.

EDUARDO COUTURE

Sumário

INTRODUÇÃO...................................................................................................
1. MAS, O QUE É O DIREITO? ......................................................................
2. A ARTE DEADVOGAR – DIREITOS E DEVERES.....................................
2.1 Deveres e diretos profissionais.........................................................
3. A FORMAÇÃO DO OPERADOR DE DIRETO E A ÉTICA............................
4. O FUTURO ADVOGADO E O ENSINO JURÍDICO.........................................
5. CONSIDERAÇÕESFINAIS............................................................................
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS....................................................................
APÊNDICE ........................................................................................................

INTRODUÇÃO

O Problema das Relações Humanas para o desenvolvimento pessoal e profissional como operador do direito a nível estadual apresenta-se de sumaimportância para a sociedade contemporânea, levando-se em consideração que a ética e o bom senso são fundamentais para nortear qualquer decisão no âmbito pessoal e profissional, principalmente dos recém-formados.
Chama atenção a importância de se ter um conhecimento que transcende a informação obtida em sala de aula para obter êxito na seara profissional do direito. E de como ter sabedoria para osucesso seu e de seu cliente, de maneira ética, conseqüente e continuada.
Por ser a Ciência do Direito de cunho valorativo fundada predominantemente nos valores da vida, segurança e justiça, o advogado defronta-se com essas duas realidades que devem constituir sua conduta, qual sejam, a moral e a ética. Para SOUZA, ética "é manifestação do sujeito, tradução dos seus valores, afirmação dassuas exigências pessoais", já a moral nos leva à concepção de norma, preceitos convencionalmente aceitos em sociedade como forma de controle. "O advogado no exercício da advocacia deve ter seu comportamento vinculado à ética e à moral, que são guias de conduta aceitas pela sociedade, para que não caia em descrédito, conseqüência esta que poderá influir na sua respeitabilidade e reputação, e...
tracking img