Zirconio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2002 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
LGRQ - Laboratório de Gerenciamento Resíduos Químicos – Bauru
CEA - Comissão de Ética Ambiental – Bauru
PGR - Programa de Gerenciamento de Resíduos – Reitoria

As informações desse cartaz poderão ser utilizadas em todas as Unidades
Universitárias da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” –
Unesp. Tem como objetivo orientar as atividades que gerem resíduos
perigososquanto à correta identificação, tratamento e disposição final de
resíduos gerados oriundos de atividades de ensino, pesquisa e extensão. A
Tabela 1, sugere testes que devem ser realizados para a correta
caracterização1.

Resíduos inorgânicos
Os resíduos devem ser segregados segundo as classes a seguir:
→ Soluções aquosas de metais pesados;
→ Ácidos e/ou soluções ácidas;
→ Bases e/ou soluçõesbásicas;
→ Sulfetos;
→ Cianetos;
→ Mercúrio metálico (recuperação);
→ Sais de prata (recuperação);
→ Metais pesados.

1) Resíduos inorgânicos ácidos e suas soluções aquosas: diluir com água,
neutralizar com bases diluídas, conferir o pH que deve estar entre 6 - 8 e descartar
na rede coletora de esgoto em água corrente.
2) Resíduos inorgânicos básicos e suas soluções aquosas: diluir comágua,
neutralizar com ácidos diluídos conferir o pH que deve estar entre 6 - 8 e descartar
na rede coletora de esgoto em água corrente.
3) Resíduos inorgânicos neutros e suas soluções aquosas: diluir com água e
descartar na rede coletora de esgoto em água corrente. Concentração máxima
permitida até 0,1g ou 0,1mL/3mL de água e com baixa toxicidade, não deve
exceder 100 g ou 100 mL/dia/ponto.4) Resíduos inorgânicos insolúveis em água:
→Com risco de contaminação ambiental – armazenar em frascos etiquetados para
posterior recolhimento.
→ Sem risco de contaminação ambiental – coletar em saco plástico e descartar
como lixo comum.
5) Soluções contendo metal pesado. Devem ser armazenados em bombonas
apropriadas, devidamente rotuladas de 20 litros, encher no máximo em 75% da suacapacidade, após terem sido precipitados na forma de hidróxido por solução de cal
ou hidróxido de sódio comercial. Observando a faixa de pH indicada para
precipitação de cada cátion descrita na Tabela 3.

Tipo de teste
pH

Procedimento
Usar papel indicador ou pHmetro

Inflamabilidade
Reatividade com
ar
Reatividade com
água
Solubilidade em
água
Presença de
cianetos
Presença desulfetos
Resíduo
oxidante

Resíduo redutor
Presença de
halogênios

Com cuidado enfiar um palito de
cerâmica no resíduo
Na capela colocar de 3 a 5 gotas de
resíduo não identificado em um vidro de
relógio e deixar exposto ao ar.
Com cuidado, sempre em uma capela,
com um conta gotas adicione uma gota
de água.
Adicionar água somente após o ensaio
de reatividade.
Adicione 1 gota decloroamina-T e uma
gota de ácido barbitúrico/piridina em
aproximadamente de 3 a 5 gotas de
resíduo.
Acidifique a amostra com HCl e faça o
teste com um papel embebido em
acetato de chumbo
Adicionar 2 gotas da amostra à 3 gotas
de uma solução 0,5 mol L-1 de MnCl2
Umedecer um pedaço de papel de filtro
em 2,6-dicloro-indofenol ou azul de
metileno
Coloque um fio de cobre limpo e
previamenteaquecido ao rubro no
resíduo e leve à chama.

Observar se há a f ormação de
chama, geração de gás, ou
qualquer outra reação violenta.
Resíduos solúveis em água
apresentam apenas uma fase
A cor vermelha indica teste
positivo
Na presença de sulfetos o papel
deve ficar enegrecido/escuro
A oxidação de sal de Mn2+ (rosa
claro) para coloração rosa escura
indica resíduo oxidante.
Observarse ocorre a sua
descoloração
Observar se há coloração: o
verde indica a presença de
halogênios.

Tabela 5- Destinação das embalagens de produtos químicos.
Embalagens
primária
Frascos de
Produtos vazios
de substâncias
não tóxicas

Frascos v azios
de solventes
orgânicos

Frascos v azios
de ácidos ou
base

Frascos vazios
de substâncias
perigosas.

Embalagens
secundárias...
tracking img