Xilografia ao fio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1014 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A história da Xilogravura:

A xilogravura é de origem chinesa, sendo conhecida deste o século VI. No século XVIII duas inovações revolucionaram a xilogravura. A chegada e Eupora das gravuras japonesas a cores que tiveram grande influência sobre as artes do século XIX e a técnica da gravura de topo criada por Thomas Bewich.

Thomas Bewich teve a idéia de utilizar uma madeira mais dura comomatriz e marcar os desenhos com buril, (era instrumento usado para trabalhar o metal) pois dava maior definição ao traço.

Thomas Bewich diminuiu os custos de produção de livros ilustrados e abriu caminho para produção em massa de imagens pictorias. Com a invenção da impressão a partir da fotografia a xilogravura passa a ser considerada uma técnica antiquada. Atualmente usa se mais em artesplásticas e no artesanato.

Xilogravura popular brasileira:

Foi desenvolvida na literatura de Cordel, quase todos populares brasileiros, principalmente do Nordeste do país provêm dp Cordel. Os mais importantes: Abrão Batista, José Costa Leite, J. Borges, Amaro Francisco, José Lourenço, Gilvan Samico. Hoje em dia ainda é considaerada como uma das principais técnicas de artes gráficas.

Aprimeira matriz em relevo, denominada Xilogravura da origem aos tipos móveis e à tipografia em seu uso industrial, diretamente ligada ao desenvolvimento da impressa. Há dois tipos de xilogravura são parecidas em primeiro momento, mas suas técnicas são dierentes elas são:

Xilogravura ao fio: é a gravura cuja matriz é feita em tábuas cortadas verticalmente, isso é no sentido das fibras da madeira. Aprincípio toda madeira serve como matriz, a escolha da madeira depende do resultado que o artista deseja obter. As mais usadas são: cedro, mogno, imbuia, cerejera e louro (essas são mais macias). Temos também peroba, imburana, ipê e guatambu (essas são mais duras).

As ferramentas usadas são as goivas, são pequenos formões com diversos formatos que produzem diferentes tipos de corte.

[pic]Devemos sempre lembrar que o trabalho do artista (gravador) é artesanal e meticuloso e exige muito cuidado tanto com detalhe quanto com o instrumento que estiver utilizando pois são altamente cortantes. Então vamos lá.

[pic]

Cortamos a madeira no tamanho desejado com espessura de no mínimo 2 cm .Lixar inicialmente com uma lixa grossa, depois lixa média e no final a lixa fina, deixando amadeira bem lisa. Passamos o desenho para a matriz com ajuda de um carbono ou se preferir pode ser feito livre> Não esquecendo que a impressão sai invertida então bastante atenção ao iniciar o trabalho.

Devemos destacar que na xilogravura, não há espaço para erros, caso o artista erre a madeira que está sendo escupida, não a como corrigir e a matriz estará perdida. Por isso o xilógrafo deve planejarmuito bem sua criação em função da técnica desenvolvida para que possa aproveitar melhor suas possibilidades e minimizar possíveis problemas com o ato de gravar na matriz. O trabalho do formão vem após a definição do desenho pelas goiva, que irá demarcar os limites e , a partis deles, podemos, com segurança, eliminar grandes áreas de madeira.

A impressão manual e mecânica:

[pic][pic]

A impressão manual é feita da seguinte forma:

*Coloque a tinta tipográfica sobre uma pedra ou um vidro grosso, usando uma espátula.

*Com o rolo espalhe a tinta até ficar homogênea deixando camada fina sobre a superfície do vidro.

*Passe o rolo entinando sobre a matriz.

[pic] [pic]

*Pegue o papel fino e coloque sobre a matriz entinadapressionando livremente.



[pic] [pic]

*Segure o papel com a mão e vá passando a colher de madeira em movimentos circulares até que o papel adira totalmente na superfície entinada.



[pic]

*Retire definitivamente o papel.

[pic]

Procedimentos da impressão mecânica:

*Passe o rolo entinado na matriz da mesma maneira que foi feito a impressãomanual.

*Sobre uma...
tracking img