Wilhelm wundt

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1361 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Wilhelm Wundt

História de vida do autor
Wundt passou seus primeiros anos em aldeias próximas a Mannheim , Alemanha, e teve uma infancia marcada por uma intensa solidão. Obtinha notas ruins na escola e levou a vida de filho único; seu irmão mais velho estava no internato. Seu unico amigo da mesma idade era um garoto mentalmente retardado que tinha boa natureza mas mal podia falar. O pai dewundt era pastor e, embora ambos os pais pareçam ter sido sociáveis, as primeiras lembranças de Wundt a respeito do pai são desagradáveis. Certo momento, a educação de Wundt estava a cargo de um jovem vigário por quem o menino desenvolveu uma forte afeição. Quando o mentor foi transfeiro para uma cidade próxima, Wundt ficou tão deprimido que conseguiu permissão para ir viver com ele até os trezeanos. Wundt passava a maior parte de seu tempo em desvaneios, em vez de estudar, e foi reprovado no primeiro ano do Gymnnasium. Não se dava bem com os colegas e era ridiularizado pelos professores. Aos poucos, no entanto, Wundt aprendeu a controlar seus sonhos diurnos e atéchegou a alcançar relativa popularidade. Jamais gostou da escola mas desenvolveu seus interesses e capacidades intelectuais. Quando terminou o Liceu, aos dezenove anos, estava pronto para universidade. Wundt resolveu ser médico, mas, gradualmente percebeu que a medicina não era do seu agrado e passou a se concentrar na fisiologia. Recebeu seu doutorado em 1855, Conseguiu o cargo de docente defisiologia em Heidelberg, que ocupou de 1857 a 1864, e, em 1858 foi nomeado assistente de laboratório de Hermann von Helmholtz, mas se demitiu do cargo poucos anos depois. Em 1864 foi promovido a professor associado e permaneceu na Universidade de Heidelberg por mais dez anos. No curso de suas pesquisas fisiológicas, Wundt começou a conceber uma psicologia que fosse uma ciência experimental eindependente. Iniciou a mais longa e importante fase de sua carreira em 1875, ao aceitar o cargo de professor de filosofia da universidade de Leipzig, onde trabalhou por 45 anos. Ele montou um laboratório em Leipzih pouco depois de chegar e , em 1881 fundou a revista Philosophische Studien (Estudos filosóficos). Com um manual, um laboratório e uma revista acadêmica, a psicologia estava indo muito bem,onde foram atraídos vários estudantes que, futuramente, se tornaram pioneiros, difundindo versões próprias da psicologia para as gerações seguintes. Entre eles, diversos americanos que levaram a psicologia de Wundt para os EUA. Com o laboratório e a revista consolidados, Wundt resolveu voltar suas energias para a filosofia e depois dedicou dez anos ao desenvolvimento da sua psicologia cultural,mas ela teve pouco impacto sobre a psicologia americana. A produtividade de Wundt continuou sem pausa até a sua morte, em 1920, que escrevia em média 2,2 páginas por dia.
Influências teóricas sofridas
Wundt foi influenciado pelas descobertas da química, segundo as quais todas as substâncias químicas são compostas por átomos, foi decompor a mente nos seus elementos mais simples, que são assensações. Em sua obra neste campo, foi influenciado pelo famoso Robert Bunsen. Também foi muito influenciado em suas idéias pelo filósofo Leibniz e John Stuart Mill. Os métodos de Fechner na pesquisa dos problemas psicológicos fizeram com que ele baseasse seu trabalho de psicologia experimental. O método de estudo de Wundt era o da introspecção analítica, cujo conceito ele adaptou de Sócrates. Foitambém Influenciado tanto pela Fisiologia de Muller e Helmholtz quanto pela Psicofísica de Gustav Theodor Fechner.


Principais contribuições para a psicologia
Wundt é conhecido hoje como o pai da psicologia, pois foi ele quem fundou a psicologia como ciência. No curso de suas pesquisas fisiológicas em Heidelberg, Wundt começou a conceber uma psicologia que fosse uma ciência experimental e...
tracking img