Weber - o desencantamento do mundo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5609 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MAX WEBER E O DESENCANTAMENTO DO MUNDO

(Capítulo do livro Em busca da boa sociedade, por Selene Herculano. Niterói: Eduff, 2006).

"Ninguém sabe se, ao término desta extraordinária evolução [do capitalismo] surgirão profetas novos e se assistirá a um pujante renascimento de idéias e ideais ou se, ao contrário, o envolverá toda uma onda de petrificação mecanizada e uma luta convulsa de todoscontra todos. Neste caso, aos últimos homens desta fase da civilização pode-se aplicar esta frase: especialistas sem espírito, gozadores sem coração." Weber, A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo

Max Weber (1864 - 1920) foi quem lançou as bases da Sociologia do Significado (verstehen Soziologie), pondo seu foco de estudo na construção dos valores, nas expectativas e motivações quenorteiam as ações sociais humanas. Nascido de pai protestante e mãe católica, Weber experimentou no seio da família os conflitos de valores religiosos. Em 1918 foi um dos fundadores do Partido Democrático Alemão e assessor da delegação alemã signatária do Tratado de Versalhes. O contexto social de Weber foi marcado pela atuação de Bismarck, Chanceler do Império Germânico (1862 – 1890), pelomilitarismo e pelo movimento romântico Sturm und Drang (Tempestade e Tensão). A sociologia weberiana entre nós foi objeto de certa má-vontade por parte dos adeptos das correntes marxistas, que têm sido até aqui hegemônicas na sociologia brasileira. Esta má-vontade se deu, penso, não tanto pelas críticas de Weber ao enfoque marxista, quanto pelos usos e adaptações que Weber sofreu pela sociologianorteamericana, no contexto da guerra fria, quando se tratava de dar ênfase a um autor com uma bagagem e uma envergadura suficientes para fazer frente a Marx. É verdade, como

2

veremos, que suas matrizes teóricas são bem diferentes, mas não são excludentes. Tanto não o são que a Escola de Frankfurt1 apoiou-se em ambos ao elaborar suas críticas à sociedade moderna. Dentre as simplificações,incompreensões e revisões que o pensamento weberiano sofreu, está aquela que, erroneamente, lhe atribui uma atitude de louvor à modernidade e ao capitalismo moderno. Weber não celebrou a sociedade moderna capitalista como uma sociedade melhor, porque racional. O que fez foi procurar estudar a racionalidade como um fenômeno histórico moderno e tentar examinar o que significa e que destino pode tomar umasociedade que se crê e se deseja racional. Se sopesarmos suas obras, veremos que, na verdade, ele se deteve muito mais estudando aspectos não racionais da sociedade humana - o carisma, a honra dos estamentos, as religiões, a crítica ao lado emocional da democracia plebiscitária, do que em teorias sobre a racionalidade capitalista. Suas conclusões a respeito da passagem à modernidade, seja capitalistaou socialista, autorizam-nos a conceituá-lo como um pessimista, neste caso bem o oposto do Marx otimista que, como Hegel, acreditava que nós caminharíamos para um horizonte social risonho e feliz. Suas principais obras são: A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo (1905); A Teoria dos Estágios e Direções das Rejeições Religiosas do Mundo (19151920); A Religião da China; A Religião da Índia(1916); - O Judaísmo Antigo (1917); Economia e Sociedade (1916 - 1920); A Ciência como Vocação e A Política como Vocação (conferências em 1918);

1

Corrente sociológica surgida na Alemanha nos anos 30, no Instituto para o Estudo da Sociologia, em

3

História Geral da Economia (1923).

O Método compreensivo e a ação social O método weberiano de análise sofreu diversas influências: daHermenêutica de Schleiermacher e de Dilthey2; da História da Cultura, em reação contra o Idealismo; de Töennies e sua obra Comunidade e Sociedade, de 1887; de Schmoller, no olhar sobre a Economia e sua crítica à abstração do homo oeconomicus, genérico. Para este autor, tanto quanto para Weber, só há sentido em falaar do homem concreto em contextos sociais particulares, históricos. Weber superou a...
tracking img