Walfare state

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1834 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1

CONSIDERAÇÕES TEÓRICAS SOBRE O SURGIMENTO DO WELFARE STATE E SUAS IMPLICAÇÕES NAS POLÍTICAS SOCIAIS: UMA VERSÃO PRELIMINAR Marineide Wieczynski*

O Welfare State surgiu nos países europeus devido à expansão do capitalismo após a Revolução Industrial e o Movimento de um Estado Nacional visando a democracia. Segundo (DRAIBE: 1988, 21) “seu início efetivo dá-se exatamente com a superação dosabsolutismos e a emergência das democracias de massa.” O Welfare State é uma transformação do próprio Estado a partir das suas estruturas, funções e legitimidade. Ele é uma resposta à demanda por serviços de segurança sócio-econômica. Marta Arretch (1995: 11) diz que com a industrialização surge a divisão social do trabalho, isto implica num crescimento individual em relação à sociedade. Dessemodo, os serviços sociais surgem para dar respostas às dificuldades individuais, visando garantir a sobrevivência das sociedades. E ainda salienta: “As medidas de proteção aos pobres foram progressivamente deixando de tratá-los indistintamente, isto é, passaram a surgir políticas de atenção à heterogeneidade da pobreza” (1995:11). As fases do sistema de proteção social citada por FLEURY (1994),apontam claramente as mudanças das políticas de atenção à pobreza: 1600- 1880/Poor Laws: a pobreza era algo vergonhoso e as pessoas eram culpabilizadas pela situação que se encontravam; 1880-1914: os programas de seguros social estavam destinados a classe trabalhadora; 1918-1960: há uma ampliação dos programas sociais com o predomínio de Estado prover o mínimo quanto aos benefícios sociais; 1960-1995:instaura-se a universalização dos serviços sociais;

*

Assistente Social e Mestranda do Programa de Pós-Graduação de Serviço Social

2 1975 até os dias de hoje: diminuição da expansão estatal, início da crise do Welfare State. A autora também arrola alguns autores consagrados que apontam suas considerações sobre a emergência do Welfare State. (TITMUS:1974), vê as medidas de proteção sociala partir do desenvolvimento da sociedade industrial, afirmando que esta mesma sociedade foi quem gerou os problemas sociais. (WILEMSKI:1975), diz que o Welfare State é de responsabilidade estatal, é uma proteção social mínima, em níveis básicos de renda, e estes devem ser vistos como direito e não como caridade. (MARSHALL:1965) , relaciona o estado de bem-estar com o capitalismo. Acredita que suaessência está no sistema econômico e social como num todo. (BRIGGS:1961), tem sua teoria fundamentada do Estado moderno, afirma que o Welfare State surge por três razões básicas: garantia de renda mínima as famílias, dar segurança as famílias nas “contingências sociais: (doença/velhice) e assegurar a todos os cidadãos qualidade nos serviços sociais. (O’CONNOR:1977), enfatiza que as políticassociais estão relacionadas com a acumulação e legitimação exercidas pelo Estado capitalista. (ESPING-ANDERSEN:1980), aponta que o Welfare State é o fruto das lutas de classes, ou, mais amplamente, é uma articulação das políticas redistribuição, sendo esta uma reprodução de uma ordem social. (FLORA & HEIDENHEIMER:1981), tem um posicionamento durkemiano, vendo o Welfare State como uma resposta ascrescentes demandas por segurança socio-econômica da sociedade industrial, devido ao aumento da divisão do trabalho, à expansão dos mercados e da perda das funções de segurança das famílias na comunidade. (ALBER: 1991), designa que as políticas de proteção social são necessárias para promover a integração das sociedades devido a modernidade. (GOUGH:1979), descreve que a origem do Welfare State éencontrada no conflito de classes e no crescimento da classe trabalhadora, sendo este o resultado da organização e ação das massas. Mas o Welfare State começa a apresentar seus primeiros sintomas de crise ainda na década de 70. (DRAIBE & HENRIQUE:1998), acreditam que esta crise surgiu da parceria entre Política Social e Política Econômica (Keynesiana), em que o Welfare deveria regular e estimular o...
tracking img