Vitamina c

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2466 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA

INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE

CURSO TÉCNICO EM QUÍMICA

BIOQUÍMICA

Profaª. Cecília

TRABALHO

VITAMINAS B6 e C

Simoni Becker

Susane Neitzke

Turma: 3BN

Pelotas, 30 de novembro de 2011.

1. Objetivo
Este tem por objetivo fazer uma sucinta revisão acerca das vitaminas e explorar mais detalhadamente a importânciadas vitaminas B6 e C.

2. Introdução
A origem do termo vitamina se deu em 1911, quando o químico Casimir Funk, isolou do farelo de arroz, uma substância cristalizada que possuía uma função amina. Como essa substância se revelou capaz de prevenir e de curar o “beribéri” experimental, Funk criou o termo “vitamina”, para salientar que essa amina era indispensável à vida. O beribéri é umadoença que se caracteriza por alterações nervosas, cerebrais e cardíacas, ela se instala como consequência da carência no organismo da vitamina B1 (tiamina). Os primeiros sintomas não são específicos, mas incluem fadiga, irritabilidade, inquietação, perda de apetite e mal-estar abdominal indefinido.
As vitaminas são um grupo de compostos orgânicos, quimicamente não relacionados entre si,distribuídos nos reinos vegetal e animal. Embora sejam necessárias em pequenas quantidades na alimentação, elas são consideradas essenciais, devendo ser obtidas através da nutrição diária.
As vitaminas são classificadas quanto à solubilidade, em vitaminas hidrossolúveis e lipossolúveis.
São chamadas lipossolúveis quando solúveis em lipídios, sendo acumuladas e absorvidas em conjuntocom as gorduras. Cada uma das vitaminas lipossolúveis, A, D, E e K, tem um papel fisiológico separado e distinto.  Na maior parte, são absorvidos com outros lipídios, e uma absorção eficiente requer a presença de bile e suco pancreático. São transportadas para o fígado através da ninfa como uma parte de lipoproteína e são estocadas em vários tecidos corpóreos, embora não todas nos mesmos tecidos,nem na mesma extensão, normalmente são excretadas na urina.
São chamadas hidrossolúveis quando solúveis em água, a maioria dessas vitaminas são componentes de sistemas de enzima essenciais e várias estão envolvidas em reações de manutenção do metabolismo energético. Estas vitaminas não são normalmente armazenadas no organismo em quantidades apreciáveis e são normalmente excretadas empequenas quantidades na urina; sendo assim, necessitam ser ingeridas diariamente com o intuito de se evitar a interrupção das funções biológicas normais. A este grupo pertencem as vitaminas do complexo B e a vitamina C.

O papel das vitaminas no organismo é extremamente importante, pois sempre que uma vitamina está ausente em uma dieta, ou não pode ser corretamente absorvida, pode-se ocasionar osurgimento de uma doença específica.
Além do termo vitamina, devemos também conhecer os termos provitamina e antivitaminas, os quais também se relacionam com as vitaminas.
Uma provitamina é uma substância com estrutura similar a uma vitamina específica, e que pode ser convertida a esta, via reações metabólicas, como exemplo temos o β-caroteno que é precursor da vitamina A e o7-de-hidrocolesterol precursor da vitamina D3.
As antivitaminas são substâncias que impedem o funcionamento normal de uma vitamina. Elas podem ligar-se às vitaminas, como a avidina que impede a função da vitamina tiamina, ou a tiaminase que destrói a tiamina ou ainda inibe a função coenzimática de uma vitamina.

← Vitamina B6
A vitamina B6 também chamada de piridoxina, piridoxale piridoxamina, foi descoberta em 1936 a partir da separação de um fator hidrossolúvel da Vitamina B2, cuja deficiência era responsável por causar dermatites em ratos com uma dieta pobre desta vitamina. Sua estrutura foi exemplificada em 1939, quando se evidenciou que vários compostos naturais possuíam as mesmas propriedades biológicas e, portanto estes deveriam ser denominados de Vitamina B6. A...
tracking img