Violencia no transito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2789 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃOOs acidentes de trânsito e as variáveis que os circundam, tais como comportamento humano, tecnologia, engenharia de tráfego, entre outras, têm sido foco de preocupação social. A deficiência do sistema de transporte público e o aumento populacional, por exemplo, têm estimulado o uso do carro.Embora o Código Nacional de Trânsito, em vigor desde 1998, constitua um marco no controle dosacidentes, assim, deve-se alertar para a reversão da tendência decrescente dos acidentes de trânsito observada no período imediatamente após sua implantação.Deve-se ressaltar que a elevada mortalidade por acidentes de trânsito representa um problema de saúde pública tanto no Brasil como em diversos países, observando-se no Brasil 19 óbitos/100.000 habitantes, no primeiro qüinqüênio dos anos 90. Osjovens, especialmente do sexo masculino, são o grupo com maior envolvimento em acidentes de trânsito fatais (Andrade & Jorge, 2000).Os comportamentos no trânsito têm sido objeto de estudo, tanto no campo das ciências do comportamento humano quanto na saúde pública.Isso mostra que a tendência para acidentes pode ser prognosticada a partir das infrações referidas pelo próprio motorista. Avelocidade auto-referida também pode ser utilizada como bom indicador de envolvimento em acidentes.Assim, segue o trabalho apresentado os problemas relacionados a saúde no trânsito.
2 JUSTIFICATIVADentre as causas externas de morbi-mortalidade, os acidentes de trânsito têm especial relevância tanto pelo elevado custo econômico, quanto pelo sofrimento e pela perda de qualidade de vida que, muitas vezes,acarretam às vítimas, aos familiares e à sociedade como um todo.Pode ser considerado um evento, na maioria das vezes, evitável, pois o motorista, o motociclista, o ciclista e o pedestre deixam de desenvolver ações que, muito provavelmente, poderiam tê-lo evitado. Evidencia-se o pouco conhecimento que a sociedade tem sobre o comportamento de motoristas e pedestres, as condições de segurança dasvias e os custos humanos e ambientais do uso de tão grande frota de veículos.O aumento da frota de veículos tem sido um fenômeno mundial e, geralmente, o sistema viário e o planejamento urbano não acompanham esse crescimento. O problema é potencializado nos grandes centros urbanos, onde a violência tem importância diferenciada dentre os agravos à saúde.A subregistro da morbidade por acidentes detrânsito ainda é relevante, uma vez que só são incluídos os acidentes que chegam ao conhecimento da polícia e têm o boletim de ocorrência preenchido. Muitas vítimas chegam aos hospitais, para atendimento,e não são identificadas como vítimas de acidentes de trânsito, mas como de acidentes em geral.Essa deficiência de dados constitui um importante obstáculo para o desenvolvimento de programas desegurança no trânsito, pois prejudica a configuração e a análise do problema.Assim este trabalho justifica-se por apresentar em seu conteúdo uma temática relevante ao nosso cotidiano que é a importância da saúde no trânsito, o que poderá propiciar uma melhor qualidade de vida as pessoas, pois estará oferecendo aos acadêmicos e comunidade um conhecimento maior e mais adequado sobre o tema abordado.
3OBJETIVOSAnalisar o perfil dos acidentes de trânsito ocorridos no Brasil e na cidade de Gurupi, ressaltando as causas principais dos acidentes e destacando assim a forma de evita-los e como a enfermagem pode atuar nessa área.Será também ressaltado para os colegas acadêmicos e comunidade local que a saúde é um bem de todos e que devemos preservar a todo custo e que o trânsito, principalmente da cidadede Gurupi é muito violento com altos índices de mortes.
4 CONTEXTUALIZAÇÃONo Brasil, os acidentes de trânsito provocaram, em 2002, a morte de 32.730 pessoas nas ruas e estradas brasileiras, de acordo com dados da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde. O dado representa 25,7% de todas as mortes por causas externas registradas naquele ano (KNOBEL, 1984). Do total dos...
tracking img