Violencia no esporte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1153 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
O esporte como manifestação social sempre foi acompanhado de diversas formas de violência, como reflexo do sistema social vigente. Desse modo, este trabalho objetiva relacionar a violência no esporte com os sistemas sócio-cultural, político e econômico, numa visão mais realista possível. Apresentando casos e exemplos de tais violências que acontecem a um bom tempo, mas quegeralmente são apagadas ou escondidas para não sujar a imagem de certo time, ou empresa esportiva.
Violência no esporte


Essa violência no esporte caracteriza-se por um ato de brutalidade, abuso físico e ou psíquico contra alguém. Demonstra relações sociais calcadas na opressão, intimidação, medo e terror.
Entende-se que a violência não faz parte da natureza do ser humano, mas éresultado das relações sociais, nem sempre justas e igualitárias. Sendo assim, nas relações sociais é possível percebermos diferentes atos de violência sejam eles físicos ou não.
A violência no esporte se manifesta de diferentes formas no contexto, sendo eles: em violência física, violência psicológica, violência econômica, dentre outras. E quando observamos os diferentes casos, percebemosque eles se encontram em varios aspectos, tais como a família, a escola e o próprio esporte. Ações violentas estão cada vez mais presentes, afetando a população de um modo geral independente de sua classe social, etnia ou gênero.
Na mídia esportiva o tema violência também vem ganhando constante destaque, com episódios lamentáveis de agressões entre torcedores; agressão entre jogadores;presença de preconceito racial, entre outros.
Se formos fazer uma retrospectiva sobre a violência no esporte, acharemos:


Há pouco tempo:
Atalanta x Milan – o jogo terminou aos 7 da etapa inicial por causa de violentos protestos dos torcedores.
Roma x Cagliari – não aconteceu por intervenção do prefeito.
Torino x Catania – Estádio abandonado pelos Ultras, noestádio Olímpico onde jogava Torino e Catania. Os torcedores do Torino protestaram foram do estádio contra a morte do torcedor da Lazio. Os setores principais da curva Maratona e Primavera ficaram totalmente vazios. Mesmos protestos no setor dos visitantes por parte dos torcedores sicilianos.
Reggina x Genoa – Coro contra a policía no estádio Granillo de Reggio Calabria durante o jogo Reggina eGenoa. O protesto foi combinado alguns instantes antes do jogo começar pelos integrantes das duas torcidas.
Basquete - Durante o primeiro quarto do jogo entre o Armani Jeans Milano e Cimberio Varese, os torcedores do Milano abandonaram o ginásio como sinal de protesto pela morte do torcedor da Lazio. Os torcedores do time de Varese que ficaram no ginásio começaram o coro contra ospoliciais presentes: Assassinos! Assassinos!


Na história:


28 de abril 1963 – Giuseppe Plaitano, 48 anos, torcedor da Salertnitana, foi a primeiro torcedor a morrer por causa de brigas num jogo de futebol. No estádio Vestuti, Salernitana e Potenza disputavam uma vaga na Serie B italiana. Um pênalti não sinalizado pelo juiz bastou para os torcedores invadirem o gramado e começarem abatalha com a polícia. Um tiro disparado dentro do campo por um policial acertou Plaitano que via a confusão sentada na arquibancada. O inquerito foi arquivado.
2 de dezembro de 1973 – No jogo Roma X Napoli, um jovem torcedor do Napoli, Alfredo della Corte, foi ferido com um tiro no rosto.
28 de outubro 1979 – Vicenzo Papardelli, torcedor da Lazio, quando ainda faltava uma hora para oinício do derbi Roma X Lazio, foi atingido no olho por um rojão causando-lhe lesões gravíssimas.
8 de fevereiro de 1984 – Triestina X Udinese pela copa da Itália. No final, inúmeros incidentes acontecem na arquibancada, obrigando a policia a agir. Durante os confrontos, o torcedor Stafano Furlan morreu após sofrer vários lesões cerebrais causadas pelos cacetetes da policia. Depois desse...
tracking img