Violencia nas escolas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2071 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A violência nas escolas: uma realidade inquietante
RESUMO:Neste artigo, analisar-se a violência escolar como uma realidade inquietante. No Brasil, percebe-se a existência de crianças e de adolescentes deixando a escola pelo crime, e constata-se como problema social. A opinião pública fica inquieta, e certamente influenciada pelo impacto que o rápido crescimento da criminalidade urbana exerceu evem exercendo sobre o comportamento coletivo, e passa a suspeitar de um envolvimento crescente e inexorável dos jovens com o crime.
Palavras-chave: Aluno; Violência Escola; Realidade; Inquietante. 
INTRODUÇÃO : Brasil, desde o início da década de 70, ao menos nas grandes cidades brasileiras, a existência de crianças e de adolescentes vagando pelas ruas, mendigando, vigiando veículos estacionadosnas ruas, vendendo balas e doces junto aos semáforos, via de regra em troca de pequenas somas de dinheiro, vem sendo percebida como problema social, a opinião pública inquieta, certamente influenciada pelo impacto que o rápido crescimento da criminalidade urbana violenta exerceu e vem exercendo sobre o comportamento coletivo, passa a suspeitar de um envolvimento crescente e inexorável dos jovenscom o crime.De fato, na atualidade, os problemas sociais com que se defronta o cidadão brasileiro, não são poucos e para causar mais irritação percebe-se que os estudantes estão tendo um comportamento não muito aceitável pelos professores e comunidade escolar, pelo fato da expansão da violência ocorrida dentro da escola, os professores se não são vítimas de crimes no âmbito escolar sofrem foradela, pelo simples fato de termos hoje alunos que acabam indo para a criminalidade, e fazem de vítimas aqueles que tentam educá-los tornando-se vítimas de ofensa criminal, especialmente furtos e roubos.Este artigo teve como objetivo geral analisar a violência escolar como uma realidade inquietante e objetivos específicos compreender o fenômeno da violência dentro da escola e discutir as desvantagensde não se dá uma atenção especial a esse fato que assola a sociedade brasileira. As hipóteses são as seguintes: a primeira será mesmo um fenômeno da atualidade ou a violência escolar sempre existiu?
E a segunda quando não se cuida de maneira eficaz para amenizar a violência, legitima a existência de danos maiores para os agentes que atuam na escola e fora dela, e terem que conviver com umaviolência quase sem controle. Esses fatos apresentam uma relevância importante, pois trata de um problema social que começa a ser estudado agora com maior ênfase, isso justifica a necessidade de diversas abordagens para assim se possa ter uma real noção desse fenômeno inquietante que é a violência na escola.
METODOLOGIA:As hipóteses do trabalho foram investigadas mediante pesquisa do tipo bibliográficaprocurando explicar o problema por meio de análise da literatura já publicada em forma de livros, revistas, publicações avulsas e imprensa escrita, que envolva o tema em análise. E também buscando documentos, por meio de projetos, leis, normas, resoluções, pesquisas on-line, dentre outros que abordem o tema.
Segundo a utilização dos resultados tem-se por finalidade aumentar a produção científicatendo com a abordagem um caráter qualitativo, que busca apreciar a realidade do tema no ordenamento jurídico de forma: descritiva, buscando descrever fenômenos, descobrir a freqüência que um fato acontece, sua natureza e suas características. Vindo a classificar, explicar e interpretar os fatos e exploratórios, procurando aprimorar idéias.E ajudar na formulação de hipóteses para pesquisasposteriores, além de buscar maiores informações sobre o tema. A pesquisa teve duas fases a primeira diz respeito a identificação do problema e a segunda a tomada nos estudos de modo que analítica e consensual. E terceira como discussão dos estudos e elaboração de resultados.        
RESULTADOS E DISCUSSÃO:Para a filósofa Marilena Chauí (1999, p. 3), define a violência de forma multifacetada: violência...
tracking img