Vidrarias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1899 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1.INTRODUÇÃO

Na busca da veracidade e confiabilidade nos resultados obtidos em dados amostrados com uso das vidrarias volumétricas em laboratório, há necessidade de verificação da exatidão e precisão, para minimizar erros sistemáticos, também chamados de erros determinados, mostrados com falhas nos instrumentos. Logo essa falha é transferida ao longo de todas as amostras mensuradas.
Com ointuito de pesquisar a exatidão e a precisão das vidrarias volumétricas para obter sucesso em pesquisa laboratorial e um bom resultado faz-se necessário cuidados especiais com: segurança, limpeza, ajuste adequado de menisco e uso da técnica dos números significativos. Com essas técnicas e critérios certifica-se a eficiência e eficácia dos resultados amostrados nos experimentos.
Os instrumentospodem apresentar imprecisões em suas medidas. Com a calibração é possível medir precisamente através da densidade e volume de um liquido previamente conhecido, em uma determinada temperatura[1], da relação; Densidade = massa /volume.
A exatidão e precisão são importantes para otimizar o experimento, evitando ou reduzindo de forma considerável, custos com desperdício e retrabalho.2.OBJETIVOS

Obter noções básicas de laboratório: Cuidados e limpeza da vidraria utilizando técnicas de manuseio, determinação da massa e calibração de aparelhos volumétricos, descarte de produtos químicos, assim como realizar leitura de menisco em buretas, pipetas e balões volumétricos. Tratamento de dados experimentais, calibração que estabelece a relação entre os valoresindicados por um instrumento de medida e os valores correspondentes das grandezas estabelecidas por padrões.

















3. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

3.1 BURETA
A pratica realizada consistiu em colocar água destilada em buretas de 25 e 50 mL, foi feito a extração de ar da ponta da bureta abrindo e fechando a válvula da mesma, em seguida ajustado o menisco.
Foipesado um erlenmeyer de 50 mL vazio, em seguida pesou-se o erlenmeyer com 10 mL de água proveniente da bureta.
O valor da massa da água foi obtido pela subtração dos valores obtidos, (erlenmeyer com água – erlenmeyer vazio).
A temperatura da água foi aferida após a pesagem para conhecer a densidade da mesma. Conhecendo a massa e densidade da água na temperatura medida, sabemos o real valor dovolume da bureta.
Para cada medida foi repetido o procedimento por pelo menos três vezes. Procedimento efetuado também com as medidas de 20,30,40 e 50mL provenientes da bureta.
3.2 PIPETA VOLUMETRICA
Foi pesado um erlenmeyer de 50mL vazio e em seguida pesou-se o erlenmeyer com 25mL de água destilada proveniente da pipeta com o menisco devidamente ajustado.
O valor da massa da água foi obtidopela subtração do (erlenmeyer com água – erlenmeyer vazio).
A temperatura da água foi aferida após a pesagem para conhecer a densidade da mesma. Conhecendo a massa e a densidade da água na temperatura medida, sabemos o real valor do volume da pipeta volumétrica.
Procedimento repetido por três vezes e o mesmo processo foi efetuado com uma pipeta de 50mL.

3.3 BALÃO VOLUMÉTRICO
Foi pesado umbalão volumétrico de 50 mL com tampa, em seguida preenchido com água destilada até a marca de calibração o balão foi novamente pesado agora com água, determinou-se a massa da água pela subtração do (balão volumétrico com água – balão volumétrico vazio).
A temperatura da água foi aferida após apesagem para conhecer a densidade da mesma. Conhecendo a massa e a densidade da água na temperatura medida, obtemos o real valor do volume do balão volumétrico.
Procedimento repetido por três vezes e o mesmo processo foi efetuado com um balão de 100 mL.

















4. RESULTADOS E DISCUSSÃO


Tabela 1: Densidade absoluta da água [2]

Fonte: CHEMKEYS

Tabela 2:...
tracking img