Videiras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3442 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cultivo da Videira
Principais doenças e alternativas de controle Visando uma maior estabilidade fitossanitária do pomar com menor impacto ambiental pela redução do número de aplicações de agrotóxicos e aumento da segurança de cultivo pelo conhecimento do momento certo para uma proteção da cultura ou controle das doenças, é necessário seguir ou adotar o Programa de Produção Integrada de Frutas-PIF, o qual será aqui apresentado em síntese, como também algumas práticas de manejo fitossanitário. Metologia de monitoramento de doenças da videira Fungos Bactérias Nematóides Metologia de monitoramento de doenças da videira O monitoramento das doenças é uma ferramenta importante dentro do contexto do Programa de Produção Integrada de Frutas (PIF). Desse modo, a realização de inspeções rotineirasno pomar é essencial para a detecção de doença e prevenção de sua disseminação, pela adoção de medidas de manejo. Na ausência de uma metodologia padrão, pesquisadores da Embrapa Semi-Árido desenvolveram a metodologia de monitoramento de doenças da videira para a região semi-árida, a qual consiste na prática de acompanhamento periódico da área ou da parcela do pomar. A área monitorada terábordaduras que limitam o estádio fenológico da parcela ou das plantas. Tais bordaduras serão representadas pelas fileiras ou pelas linhas que contornam a parcela. Será apenas uma linha, quando o tamanho da parcela for de até 01ha, e será de três linhas quando a parcela for de 01 a 05 ha. As plantas amostradas traduzem o retrato da realidade fitossanitária da área monitorada. As plantas são casualizadasno percurso em zigue zague em toda a extensão da parcela, incluindo portanto, as bordaduras e a área útil. Na avaliação, considera-se apenas a incidência da doença, quantificando apenas a presença destas. A planta amostrada é dividida em três partes no braço principal: parte basal, mediana e apical, nas quais serão avaliados seus órgãos (ramos, folhas, flores, frutos, etc.) (Figura 1). Asinformações sobre os níveis de infecção, caracterizados como níveis de ação, quando atingidos, indicam o momento para uma ação corretiva ou de controle, independente da doença que está sendo avaliada ou monitorada. Foi padronizado o número a ser amostrado de cada órgão da planta avaliada, a fim de tornar a metodologia o mais prática possível, conforme pode-se observar na descrição metodológica de avaliaçãopara cada uma das doenças (Quadro 1). Quadro 1. Metodologia para o Manejo Integrado das principais doenças da videira.

Fig. 1 - Esquema para a avaliação dos órgãos da planta amostrada. Fungos 1. Podridão-seca (Botryodiplodia theobromae = Lasiodiplodia theobromae) Controle - Proteção Para a convivência com o fungo, as medidas de proteção de pomares com plantas não infectadas compreendem osseguintes pontos: evitar estresse hídrico pela falta ou excesso d’água, uma vez que esta condição predispõe as plantas ao fungo; evitar ferimentos nas raízes e pincelar os ferimentos de poda a cada ciclo, com uma pasta da mistura benomyl + cobre + adesivo + água, na proporção 3:1:5; desinfestar a tesoura de poda com hipoclorito de sódio (água sanitária) diluído em água, na proporção de 1:3, após a podade cada planta; evitar a técnica de torção de ramos por ocasião da poda; pulverizar a planta, mesmo em repouso, com produtos do grupo dos benzimidazóis alternando com fungicidas a base de cobre; manter a superfície do solo do pomar sem restos da cultura, mesmo que sadios, uma vez que esse fungo coloniza também os tecidos vegetais no solo, mantendo-se vivo, mesmo quando estes se decompõem;pulverizar produtos químicos, mensalmente, de forma alternada. A pesquisa constata eficiência para: benomyl (100 g/100 l), tebucunazole (100 g/100 l), thiabendazole (240 g/100 l), thiophanato metil (120 g/100 l), carbendazim (100mL/100L) ou carbenzadim + prochloraz (50+50ml/100L), mais adesivo (3 cc/100 l), em toda a planta (copa e caule), (Tavares, 1993ab; Tavares et al., 1994; Tavares & Albuquerque...
tracking img