Vida e obra antonio vieira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (552 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Padre Antônio Vieira nasceu em Portugal, mais precisamente na cidade de Lisboa, em 6 de Fevereiro de 1608 e morreu em São Salvador da Bahia em 18 de Julho de 1697. O Padre António Vieira foi para oBrasil com seus pais quando tinha 6 anos e foi educado no colégio dos Jesuítas, na Bahia; entrou na Companhia de Jesus em 1623 e ordenou-se sacerdote 11 anos depois.

Ainda cedo ficou popular nacolônia, onde incitava com seus sermões os habitantes locais a se armar e levantar contra a invasão holandesa ao país, ocorridas entre 1630 e 1654, mas Vieira começou a pregar somente em 1633. Alémdisso, procurava sair em defesa dos interesses brasileiros a despeito do que queria a metrópole. Os sermões seriam vistos mais à frente como a primeira tentativa de coexistência pacífica entre as diversasetnias presentes no Brasil. Tal empenho é explicado ao notar que Antônio Vieira passou mais da metade de sua vida por aqui.

Aos 33 anos foi incumbido com a missão de voltar à Portugal para apoiaro réu Dom João IV, rei esse que deu a Vieira a nova e ingrata missão de negociar a reconquista das colônias, conciliando, assim, portugueses e holandeses. A oferta de Vieira consistia em entregarPernambuco aos holandeses, que vinham recusando todas as propostas apresentadas. Sua aproximação com os judeus (Pe. Antônio Vieira chegou a freqüentar sinagogas), no entanto, colocou suas palavras emxeque e, consequentemente, recusadas, trazendo-o de volta ao Brasil, Maranhão, para ser mais exato.

Já no Maranhão, Vieira já chegou tendo de lutar, uma vez que era contra a injusta prisão de índios emcativeiros. Vieira teve de enfrentar não só a má vontade do capitão general local como o povo que ali vivia. Acontece que os jesuítas defendiam que, naquela capitania, os índios deveriam ser livres,mas os portugueses lá residindo queriam mantê-los como escravos. Em 1655 Vieira teria de voltar à Portugal, onde proferiu na Capela Real de Lisboa o célebre Sermão da Sexagésima, basicamente um...
tracking img