Vida ativa na melhor idade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1645 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
| |
| | |
| | |
| | |VIDA ATIVA NA MELHOR IDADE
 RESUMO: Este estudo aborda a importância das atividades físicas, recreativas e de lazer para a qualidade de vida na terceira idade, aponta as transformações que ocorrem com o processo de envelhecimento e algumas possibilidades de se buscar o equilíbrio entre as potencialidades e as limitações do idoso, por meio de uma vida mais ativa. Destacamos ainda,  oenvolvimento da  Faculdade de Educação Física da Universidade Federal de Goiás (FEF/UFG) com as questões que dizem respeito a esse grupo social, que sofre as conseqüências das discriminações impostas por grande parte da sociedade, que não valoriza a pessoa idosa.
Palavras-chave: idoso, atividade física e qualidade de vida.
Nas sociedades orientais, o idoso é valorizado pela sua sabedoria e pelo acúmulo deconhecimentos que detém. Essa concepção prevaleceu por algum tempo também em algumas sociedades ocidentais mais antigas. Na atualidade, os idosos passam por inúmeras situações de descaso e, até mesmo, desprezo culminando com a exclusão social dos mesmos, por serem considerados improdutivos por uma grande parcela da sociedade. Não é raro encontrarmos idosos ignorados e/ou abandonados no próprioseio familiar.
A população de idosos vem crescendo e a concepção equivocada de que a velhice é um período de decadência física e mental -  o idoso completamente dependente e improdutivo e causa transtornos tanto para a família como para os que o cercam - tem prejudicado o seu convívio social, limitando ainda mais suas possibilidades de ação na busca de uma vida digna.
Sabemos que, com o processode envelhecimento, ocorrem mudanças fisiológicas (WEINECK,1991), psicológicas e sociais que influenciam o comportamento do idoso. Há um declínio gradual das aptidões físicas, surgem alguns distúrbios orgânicos, o corpo sofre modificações, tais como: aparecimento de rugas, embranquecimento dos cabelos, diminuição das capacidades auditiva e visual e lentidão no andar
Esse processo é biologicamentenormal e evolui, progressivamente, não se dá, necessariamente, em paralelo ao avanço da idade cronológica. Pode ocorrer variação individual e prevalência sobre o envelhecimento cronológico. Com isso, o idoso tende a modificar seus hábitos de vida e rotinas diárias passando a ocupar-se de atividades pouco ativas e, assim, reduzir seu desempenho físico, suas habilidades motoras, sua capacidade deconcentração, de reação e de coordenação. Esses efeitos da diminuição do desempenho físico acabam dificultando a realização das atividades diárias e a manutenção de um estilo de vida saudável, gera apatia, auto desvalorização, insegurança e, conseqüentemente, leva o idoso ao isolamento social e à solidão.
Além dessas alterações, que ocorrem em vários níveis, MATSUDO E MATSUDO (1992) apontam outrasmudanças no processo de envelhecimento:
• Antropométricas - há um incremento do peso, perda da massa livre de gordura, diminuição da altura, aumento da gordura corporal, diminuição da densidade óssea e da massa muscular;
• Na musculatura - perda de 10% a 20% na força muscular, diminuindo a habilidade para manter a força estática, aumento do índice de fadiga muscular, diminuição dacapacidade para a hipertrofia, diminuição no tamanho e número de fibras musculares, diminuição na capacidade de regeneração, diminuição das enzimas glicólicas e oxidativas, glicogênio e outros;
• No sistema cárdio-vascular - diminuição do débito cardíaco, diminuição da freqüência cardíaca, diminuição do volume sistólico, diminuição da utilização de oxigênio pelos tecidos, diminuição do VO2 máximo,...
tracking img