Via segregada exclusiva para motocicletas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1721 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
lusiv

trabalho interdiscilinar dirigido II
INSTITUTO POLITÉCNICO – CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA

VIA SEGREGADA PARA USO EXCLUSIVO DE MOTOCICLETAS

CURSO: ENGENHARIA CIVIL PROFESSORA TIDIR: SAMIRA DOMINGOS

Alunos: Carina Santos, Filipe Rodrigues, Jonatas Figueiredo, Matheus Hudson,
Michelle Siqueira, Roger Castro, Wanderson Couto.

Resumo

Esse trabalho propõe uma soluçãopara reduzir os números de acidentes envolvendo motocicletas, criando-se uma via segregada para uso exclusivo de motos. Para estudo de viabilidade desse projeto, foi escolhida a Avenida Amazonas, localizada na cidade de Belo Horizonte, uma das mais movimentada da cidade para estudo de caso. A fim de verificar a densidade de motocicletas nessa avenida, foi proposto uma metodologia experimental inloco. A via segregada consiste na separação de uma das faixas para circulação exclusiva de motocicletas, exceto em cruzamentos e bifurcações, onde ocorrerá a unificação obrigatória da via para qualquer veículo. A via segregada permitirá que motos e outros veículos transitem em harmonia, utilizando espaços viários separados, evitando assim os números preocupantes de mortes nessa avenida.

Palavraschave: Acidentes, motocicletas, trânsito, via segregada, Avenida Amazonas.

1. Introdução

A cidade de Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais, região sudeste do Brasil, possui cerca de 2 milhões de habitantes, além de população estimada em 3,5 milhões na região metropolitana.
Situada no centro-sul do estado, o município tem extensão de 330 km², com frota veicularde cerca de 1,1 milhões, incluindo motos, carros, ônibus e caminhões. Devido ao grande número de veículos e considerando o aumento significativo do fluxo de trânsito, é preocupante o alto índice de acidentes com vítimas nas vias regionais e coletoras da capital.
Com base nessas informações, propõe-se a criação de uma via segregada para uso exclusivo de motos na Avenida Amazonas, considerada umadas mais importantes da cidade. A via possui 9 km de extensão, divida em 3 a 4 faixas para circulação viária, ligando os bairros da região Oeste ao centro da capital. Essa avenida é utilizada também como acesso as cidades de Contagem e Betim, localizadas na região metropolitana da cidade de Belo Horizonte.

[pic]
Figura 1 – Mapa da Avenida AmazonasFONTE: www.googlemaps.com.br

[pic]
Figura 2 – Foto via satélite da Avenida Amazonas, onde se pretende projetar a via.
FONTE: Reprodução Google Earth

Revisão Bibliográfica

Segundo [1] o uso da motocicleta trás a tona um problema preocupante, que diz respeito à segurança.O motociclista é considerado usuário vulnerável, se comparado aos usuários de carros e ônibus, consequentemente, o número de acidentes e mortes envolvendo motociclistas é altíssimo. Devido a esse grande problema propõe-se a criação e construção de uma via segregada para utilização de motocicletas, ressaltando que, construir uma via exclusiva para um grupo de usuários, significa subtrair um espaçoviário de outro grupo, constituído por automóveis e ônibus.
Dados do [2] de 2003 revelam que, dentre os registros nacionais de acidentes que tiveram meios e transportes especificados, as motos representam cerca de 18,6% dos registros de óbito, ou seja, enquanto a moto, responsável por apenas 14% da frota, representa 33% das mortes causadas em condutores ou passageiros de veículos automotores,os automóveis, que representam quase 64% da frota, participam com cerca de 50% dessas mortes. Os caminhões e caminhonetes representam cerca de 7% de toda frota nacional e representam cerca de 6,5% e todas as mortes envolvendo veículos automotores, como foi detalhado no gráfico 1.
Segundo dados do [2], são apresentados no gráfico 2, os dados da relação de acidentados recebidos pelo Hospital...
tracking img