Usabilidade em portais corporativos: um estudo no instituto federal de educação, ciência e tecnologia do rio grande do norte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3522 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Usabilidade em Portais Corporativos: Um Estudo no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte


Autoria:
Emanuelly Alves Pelogio
Mestre em Administração PPGA/UFRN
Maria Emília
Mestre em Administração PPGA/UFRN
Orientação:
Manoel Veras de Souza Neto, Dr.

1. Introdução

A partir do último quartel do século XX, as tecnologias da informação e dacomunicação (TICs) começaram a fornecer a base material para uma nova economia informacional e globalizada. Como afirma Castells (1999), essa nova economia é informacional, pois a capacidade para gerar, armazenar, processar e aplicar efetivamente o conhecimento baseado em informações determinará a produtividade e competitividade dos agentes. Ao mesmo tempo, ela é global, porque a produção, adistribuição e a concorrência são realizadas em uma rede internacional de interações. Esse conjunto de transformações é comumente denominado sociedade da informação.
A sociedade da informação já fora há muito anunciada por Bell (1977), no qual “a sociedade pós-industrial é uma sociedade de informação, assim como a sociedade industrial é uma sociedade de produção de bens”. O autor insiste nadiscussão: “[...] a sociedade pós-industrial representa o aparecimento de novas estruturas e princípios axiais: uma sociedade produtora de bens transformada em sociedade de informação, ou erudita [...]” (BELL, 1977, p. 538). Ainda no entendimento de Bell, a sociedade da informação é engendrada no encontro da tecnologia computacional com a tecnologia das telecomunicações. Assim, a velocidade de produção,distribuição e disseminação da informação atinge patamares antes não alcançados (CASTELLS, 1999, p. 63).
No passado, as empresas se protegiam de seus concorrentes mantendo em segredo seus materiais, fórmulas e processos enquanto países impunham rigorosas barreiras comerciais, tanto para inibir a entrada de concorrentes no país, quando para coibir a saída de tecnologia. Atualmente, com aexpansão da globalização e do acesso a tecnologias, praticamente nenhum produto ou processo desenvolvido por uma organização está a salvo de ser copiado ou até mesmo melhorado por concorrentes em um curto espaço de tempo. Desta forma, acadêmicos e gestores entendem que investir em inovação contínua, alavancada pelo conhecimento, é uma forma da empresa de manter vantagem competitiva (BITENCOURT, 2005;DAVENPORT e PRUSAK, 1998; DRUCKER, 1997; TEIXEIRA FILHO, 2003).
Diante disso, as organizações vêm dando cada vez mais valor às pessoas e ao capital intelectual, buscando novas formas de empregar o conhecimento individual de seus membros como fonte geradora de valor para a organização. Como resultado deste novo paradigma, originou-se a chamada Gestão do Conhecimento. Por meio da Gestão doConhecimento, as organizações podem encontrar novas maneiras de compartilhar o conhecimento, de forma a estarem mais bem preparadas para reagir às demandas externas (FRAPPAOLO, 1999).


Assim, este artigo propõe-se a analisar como os Portais Corporativos podem auxiliar as organizações a promoverem ações de Gestão do Conhecimento voltadas aos seus clientes.
O artigo está estruturado daseguinte forma: após esta introdução serão apresentados os argumentos teóricos que justificam os portais corporativos como uma ferramenta para a gestão do conhecimento sobre os clientes. Em seguida, serão relatados os procedimentos metodológicos adotados. Por fim, será apresentada a análise do estudo de caso realizado e as considerações finais a respeito da pesquisa.




2. Sobre o InstitutoFederal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte


O IFRN, como o próprio nome já diz, é um instituto voltado à educação técnica e tecnológica, de 2º e 3º graus. Apesar de ser uma instituição centenária, teve sua atual configuração instituída recentemente, em decorrência da lei nº 11.892 de 29/12/2008. Após o plano de expansão da rede, o IFRN passou a contar com onze...
tracking img