Uretrocistografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 31 (7579 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Medicina, Ribeirão Preto,
31: 552-562, out./dez. 1998

Simpósio: MEDICINA INTENSIVA: II. TÓPICOS SELECIONADOS
Capítulo V

HIPERTENSÃO INTRACRANIANA
INTRACRANIAL HYPERTENSION

Carlos G. Carlotti Jr1; Benedicto O. Colli1 & Luiz A. A. Dias2
1

Docente do Departamento de Cirurgia, Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP, Disciplina de
Neurocirurgia.2Médico Assistente do Departamento de Cirurgia, Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão
Preto - USP e Chefe do Serviço de Neurocirurgia da Santa de Misericórdia de Ribeirão Preto.
CORRESPONDÊNCIA: Carlos Gilberto Carlotti Junior – Departamento de Cirurgia, Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas FMRP – Campus Universitário USP – CEP: 14048-900 – Ribeirão Preto - SP– FAX - (016) 602-2498 – e-mail - cgcjunio@fmrp.usp.br

CARLOTTI JR CG; COLLI BO & DIAS LAA. Hipertensão intracraniana. Medicina, Ribeirão Preto, 31: 552-562,
out./dez. 1998.
RESUMO: A relação entre o conteúdo da caixa intracraniana e o seu volume determina a
pressão intracraniana (PIC), que tem como referência a pressão atmosférica. Em condições normais, a pressão intracraniana tem flutuaçõesdeterminadas pelos ciclos respiratório e cardíaco.
Várias doenças determinam o aumento da pressão intracraniana, sendo a mais freqüente o
traumatismo craniencefálico.
Para o diagnóstico da hipertensão intracraniana (HIC) deve-se valorizar o quadro clínico, constituído de cefaléia, vômitos e papiledema. Dos exames subsidiários, os mais importantes são os métodos
de imagem principalmenteTomografia Computadorizada (TC) e Ressonância Nuclear Magnética (RNM).
Para os casos graves de HIC, o ideal durante o tratamento é que a PIC esteja monitorizada.
Diversas modalidades podem ser utilizadas, como a hipocapnia induzida pela hiperventilação, os
diuréticos osmóticos, a hipotermia e cuidados especiais no tratamento geral dos pacientes.
UNITERMOS:

Pressão Intracraniana. Diagnóstico.

1.INTRODUÇÃO

Pressão intracraniana (PIC) é aquela encontrada no interior da caixa craniana, tendo como referência a pressão atmosférica(1). A PIC tem uma variação
fisiológica de 5 a 15 mmHg(2) e reflete a relação entre
o conteúdo da caixa craniana (cérebro, líquido cefalorraquidiano e sangue) e o volume do crânio, que pode
ser considerado constante (Doutrina de Monroe-Kellie).
A alteração dovolume de um desses conteúdos pode
causar a hipertesão intracraniana (HIC).
2. FISIOPATOLOGIA

O líquido cefalorraquidiano (LCR) constitui
10% do volume intracraniano e seu volume, em todo
o sistema nervoso, é de aproximadamente 150 ml, dos
quais 20-30 ml estão no interior dos ventrículos e o
restante nos espaços subaracnóides intracraniano e
raquidiano.
552

O LCR é produzido emtorno de 0,3 a 4,0 ml/min,
principalmente nos plexos coróideos dos ventrículos
laterais (70% da produção), e, em menor quantidade,
por transudação de líquido através do epêndima(3,4).
Uma vez vez produzido, o LCR dos ventrículos
laterais circula através dos forames de Monro para o
terceiro ventrículo e daí para o quarto ventrículo, através do aqueduto cerebral. Do quarto ventrículo, o LCR
saipelos forames de Luschka e Magendie e alcança
as cisternas basais. Por via anterior, através das cisternas anteriores do tronco cerebral, alcança a convexidade do cérebro, após passar pela base dos lobos
frontais e temporais. Por via posterior, o LCR que sai
do quarto ventrículo circula pela cisterna magna, cisternas supracerebelares, cisternas ambientes e cisternas do corpo caloso, atingindotambém a convexidade cerebral. Além disso, o LCR circula ao redor da
medula no canal raquidiano, em um movimento de
entrada e saída na caixa craniana. A propagação da

Hipertensão intracraniana

corrente liqüórica é atribuída ao efeito exercido pelas
pulsações cardíacas nas artérias do plexo coróideo, o
qual provoca uma onda de pressão(5,6).
A reabsorção liquórica ocorre, em grande...
tracking img