Urbanismo em portugal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6708 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Mestrado em História da Arte Contemporânea Docente Prof. Drª. Renata Araújo Marcelo Rodrigues n.º 30582-1ºano Artigo elaborado para a cadeira de Urbanismo Colonial

“A zona de Belém antes da Exposição do Mundo Português: - uma perspectiva ideológica, social e urbana”

1

Este artigo pretende explorar territorialmente a zona de Belém até 1940, data da Exposiçãodo Mundo Português. Depois das experiências arquitectónicas das Exposições de Paris, São Francisco e Nova Iorque, a “Política de Espírito”* tinha de escolher que local mais se adequaria à implantação da Exposição em Portugal. Trata-se de entender que estratégia tendencialmente focou Belém como uma zona de eleição. Nesta perspectiva, delineámos quatro questões que julgamos pertinentes e que deverãoorientar a investigação: 1-Porquê a zona de Belém? 2-Estratégia política ou estratégia urbana? 3-Como se concretizou a estratégia delineada? 4-Que benefício urbano trouxe a exposição à cidade? Como se relacionam? Ao equacionarmos hipóteses, importa estruturar este estudo. Numa explanação introdutória que visa o enquadramento histórico, faremos uma resenha que se propõe caracterizar o tecido urbanode uma forma cronológica, desde o século XIV até meados do século XIX. Numa fase de desenvolvimento, importa focar a representatividade da malha urbana existente em meados do século XIX, a sua expansão tendencial e a afirmação da zona como freguesia. É um dos objectivos fulcrais deste artigo, descrever o que era o ordenamento do território na fase de implementação industrial. A zona de Belém,constituía um dos melhores arrabaldes da cidade, quer pela sua confrontação ribeirinha, quer pela sua beleza natural, quer pela maior facilidade de interface perante o núcleo citadino. Importa assim explorar este acervo sócio – fabril, porque, é aqui que se concentram um maior número de interrogações e especulações. Latu sensu, este um caminho historicamente comprometido, que desaguou numa das maispragmáticas decisões políticas do Estado Novo. Esta decisão, resultou num modus operandi de alargamento urbano, que consequentemente marcou um novo azimute em relação à barra do Tejo. * António Ferro, tinha uma percepção clara de como a cultura se poderia transformar num poderoso instrumento de poder ao serviço do Estado, nomeadamente na construção de uma retórica cultural onde os conflitos sociaissão harmonizados em torno de grandes desígnios nacionais. A exaltação patriótica dos valores nacionais, não se projecta no sentido de descobrir novos saberes ou técnicas, mas na autocontemplação do ser português, como se nessa atitude se contivesse tudo o que de melhor se pode aspirar. A história de Portugal, como a concebe Salazar e a encena António Ferro, termina na quietude contemplativa dasua própria trajectória, nos seus hábitos e tradições, tudo o que em suma, faz que sejamos o que já somos. (Http://acultura.no.sapo.pt/page8Matriz.html#Causas)

2

Por último e em jeito conclusivo, iremos responder às questões formuladas nesta introdução sumária.

* Este estudo inclui uma série considerável de fotos. Encontra-se em formato CD-R como anexo a este documento. Palavras-chave:urbanismo, território, implantação, modernismo

Resenha histórica: até ao século XIX. A zona ocidental da cidade de Lisboa, delimitada pelas ribeiras de Algés a poente e de Alcântara a nascente, corresponde à actual freguesia de Santa Maria de Belém. Foi habitada, segundo José Dias Sanches (arqueólogo e historiador), desde tempos remotos, havendo nela vestígios humanos na era do paleolítico.(fig.1,2) D. Afonso III repovoou e cultivou diversos lugares e concedeu numerosos forais. Neste sentido, foi o primeiro a olhar para a região, cujo povoamento permanecia disperso e sem qualquer referência digna de relevo, vivendo as populações essencialmente do cultivo da terra. No entanto, ia-se fazendo sentir a ligação à vizinha cidade de Lisboa, através de uma ponte entretanto edificada em...
tracking img