Upp e a etica profissional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1471 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Unidade de policia pacificadora

A unidade de policia pacificadora ( Projeto da Secretaria do Estado de Seguranças publicas do Rio de Janeiro) foi inaugurada em 19 de dezembro de 2008 no município do Rio de Janeiro, sua primeira instalação foi na comunidade Santa Marta, na zona Sul da cidade.
O Estado define as UPP’s como um novo modelo de segurança pública e de policiamento quevisa a aproximação entre a população e a policia, sendo uma forma de repressão ao crime naquelas localidades ,aliadas ao fortalecimento de politicas sociais nas comunidades e voluntariada da parte dos policiais, reduzindo drasticamente os ideais de violência. Inclusive o governo atual declara uma guerra ao crime, transformando-a em política pública oficial. Tem o objetivo fundamental de controlar ocrime especialmente ao crime violento ligado ai tráfico de drogas.
Atualmente temos a instalação da unidade em vinte e seis comunidades, apenas no municipio do Rio.
A ocupação permanente de favelas pelas UPPs parece representar um avanço rumo a consolidação de certos valores democraticos, como o monopolio legal da violência pelo Estado de direito e o fomento de atividades comerciais enegocios ditos formais.
O governo do Rio investe cerca de 15 milhões na qualificação da academia de Polícia para que até 2016 sejam formados cerca de  60 mil policiais no Estado.
Ao recuperar territórios antes dominados por traficantes e reuntemente por milicianos as UPPS aos olhos do Estado levam a paz as comunidades.
 
  O outro lado da história:

De acordo com o autor LuizAntônio Machado da Silva cabe ressaltar que não se pode avaliar as políticas publicas por meio de uma síntese binária do tipo "bom ou ruim". É preciso que haja uma análise crítica sobre o que de fato a instalação das UPPs traz as comunidades, entretanto, há muito a revelar sobre o rela objetivo dessa política de governo afinal "não estamos lidando apenas com o crime, mas também com sua percepçãocoletiva e e os sentimentos que ela provoca".
O secretario de segurança pública José Machado Mariano Beltrame, idealizador do programa da unidade de polícia pacificadora, afirma que o tráfico não acabará enquanto houver os usuários de drogas e que o principal objetivo do programa é a retomada dos territórios antes ocupados pelo tráfico, entretanto a questão do uso de drogas engloba muitomais a política de saúde que a de segurança. Outras políticas também são ausentes nessas comunidades, que apesar da presença da força policial, continuam carentes.
Atualmente as UPPs estão localizadas apenas no município do Rio de Janeiro principalmente próximo a regiões turísticas, explicando a visibilidade provocada dentro e fora do país, favorecendo em maior parte aos interesses políticos.
Acentralização dessas unidades,não acabam com tráfico e nem com a violência, já que os traficantes são comunicados pela mídia e pela própria polícia sobre as datas das operações e estes acabam migrando para outras regiões, como a Baixada Fluminense, aumentando o índice de violência em outras localidades.
Outra questão conflituosa em relação as UPPs é sua atuação sob as áreas dominadas pormilícias, que são formadas por grupos de militares e paramilitares e contam com respaldo político para exercerem suas atividades, esses grupos controlam as comunidades em que dominam e o tráfico de entorpecentes é apenas um dos seus vastos negócios, essas organizações envolveram ainda grupos políticos hegemônicos, acordo com associações de moradores, polícia, o que torna mais difícil o combate a essasorganizações. Até hoje apenas a comunidade 'Batan', em Realengo foi ocupada por uma Unidade de Policia Pacificadora.
Em uma sociedade democrática a policia deve ter o papel de administrar conflitos, porém existe uma grande  dificuldade em nosso Estado para essa atuação, já que a cidadania é para poucos. O antropólogo Roberto Rant citou em um debate sobre a UPP: "Quem são os cidadãos no...
tracking img