Sintese memorial da resistencia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (255 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MEMORIAL DA RESISTÊNCIA

O memorial da resistência foi o que chamamos de Deops (Departamento de ordem política e social de São Paulo), localizado em umedifício junto a estação da luz, este edifício foi destinado a administração da estação de ferro Sorocabana. Em 1939 durante a ditadura de Vargas, foi reformado paraabrigar o Deops, um dos maiores centros de repressão política e social da história do Brasil.
Após o golpe de 1964, os opositores da ditadura militar passaram aser perseguidos e muitos desses opositores passaram pelas celas do Deops, que abrigou prisioneiros políticos que buscavam a liberdade de viver, buscavam umasociedade diferente sem os abusos que eram feitos naquele momento.
O Deops foi extinto em 1983 e em 1989, o edifício foi tombado embora tenha sofrido alterações e apartir de 2004 é ocupado pela estação pinacoteca, em 2008 em conjunto com o fórum permanente de ex- presos e perseguidos políticos do estado de São Paulo, foiimplantado um projeto museológico para o local, em 24 de janeiro de 2009 foi reaberto.
O memorial da resistência dispõe de materiais de áudio e vídeo comdepoimentos de ex- presos políticos, documentos, objetos, maquetes, celas reconstituídas, painéis realistas que permitem a compreensão das manifestações realizadas naépoca. O espaço é destinado ao publico interessado em obter conhecimentos do período do ditatorial em que milhares de pessoas foram presas, torturadas e mortas.Muitas dessas pessoas continuam desaparecidas até hoje e outras morreram em conseqüência das torturas que eram realizadas no agora memorial da resistência.
tracking img