Uma analise da familia contemporanea

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1330 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SERVIÇO SOCIAL
JOYCE SANTANA DE MATOS

Uma análise da família contemporânea

Tucano
2011

JOYCE SANTANA DE MATOS

Uma análise da família contemporânea

Trabalho apresentado ao Curso de Serviço Social da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Produção textual individual.Prof. Adarly, Lisnéia, Márcia e Sérgio .

Tucano

2011

SUMÁRIO

1- Introdução
2- Desenvolvimento
3- Conclusão
4- Referências Bibliográficas

Introdução

O objetivo trabalho tem como ênfase fazer uma Análise da Família Contemporânea, sobre os aspectos que as tranformações socioeconômicas-culturais trouxeram sobre a mesma, percebendo as mudanças ocorridasaté os dias atuais, a forma como se foi desenvolvendo o conceito familia e seus variados.

Destacando os três tipos de familia existente segundo a antropologia, como também os arranjos mais conhecidos perante a sociedade e fazendo uma breve análise sobre um que vem ganhando espaço na sociedade, causando várias formas de discursão.

E qualificando a família como desenvolvedora do ser humano,de sua personalidade, e de seus sentimentos mais íntimos.

Desenvolvimento

Nas últimas décadas o mundo sofreu mudanças no plano social, devido aos avanços tecnológicos, ao capital e as várias formas que influência a sociedade. As modificações ocorridas ao longo do tempo possibilitaram o desencadeamento na contemporaneidade, de novos tipos de relacionamentos muito mais efêmeros, frágeis esuperficiais. Para alguns a família, como instituição, está relacionada ao inevitável conservadorismo. Outros a consideram um recurso para a pessoa e para a sociedade, por inserir o indivíduo em processos fundamentais da constituição da identidade. Fica evidente o papel central da família, como a formação de vínculos afetivos com os pais, com irmãos, avós e tios, cônjuges e etc., os quais possuemgrande repercurssão para o desenvolvimento da personalidade. Além disso, as mudanças e transições mais importante do ciclo de vida da pessoa são processos relativos ao contexto familiar, como é o caso do casamento, da maternidade, da paternidade, do envelhecimento, assim como das experiências do nascimento e da morte.

“(...) família é um espaço cercado nos campos de batalha abertos pelo sexo epoder, delimitando a livre competição através de fronteiras entre membros e não-membros; substituindo o comércio livre e o combate perpétuo por direitos e obrigações. Como tal, a família é uma instituição social, a mais antiga e mais disseminada de todas.” (THERBORN, 2006, p.12).

A instituição famíliar traduz-se de forma inquestionável na maneira que seus membros interagem. Aprender a respeitare a entender as diferenças, aprender a educar os filhos, dentro de suas limitações e dificuldades é algo que exige um esforço cada vez maior por parte de todos os membros da familia contemporânea.
Por tudo isso os novos arranjos familiares trazem consigo novos processos de adaptação. A perda de validade de valores e modelos da tradição e a incerteza a respeito das novas propostas que seapresentam, desafiam a família a conviver com certa fluidez.

“A família contemporânea caracteriza-se por uma grande variedade de formas que documentam a inadequação dos diversos modelos da tradição” (SARACENO,1997).

Por conseguinte e segundo a antropologia, existem três tipos básicos de família: tradicional, nuclear e pós-moderna.

Família Tradicional era aquela família geralmente numerosa,centrada na autoridade do patriarca, mais comum até a primeira metade do século passado (séc. XX). Eram considerados "familiares" não estavam só os pais e filhos, mas todo o entorno familiar (avós, tios, primos, etc.), e as relações eram baseadas nos conceitos morais e autoritários da época. Todavia a Família Nuclear ou Psicológica é aquela surgida a partir da metade do século XX, fundamentada...
tracking img