Tuberculose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 29 (7037 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Campos HS . Tratamento da tuberculose

Curso de tuberculose - aula 6

Tratamento da tuberculose.
Tuberculosis treatment.
Hisbello S. Campos1.

Neste módulo, será abordado o tratamento da tuberculose, comentando-se dados históricos dessa doença em nosso país e os fundamentos da quimioterapia. Serão apresentados os esquemas medicamentosos padronizados e suas indicações, assim como as Atuberculose é uma doença grave, porém curável. Se o esquema medicamentoso for adequado, se as doses corretas forem tomadas regularmente pelo tempo suficiente, praticamente 100% dos doentes poderão ser curados. No Brasil, os esquemas terapêuticos são padronizados e adequados às diferentes situações clínicas. O Programa Nacional de Controle da No Brasil, a primeira ação efetiva do poder público contra adoença data de 1907 e foi proposta por Oswaldo Cruz, então Diretor Geral de Saúde Pública. Em 1920, criou-se a Inspetoria de Profilaxia da Tuberculose, que priorizou a descoberta e o tratamento adequado dos doentes. A seguir, em 1926, o Departamento Nacional de Saúde Pública criou modelo centralizado de ações profiláticas, hospitalares, dispensariais e laboratoriais, coordenadas pelo Setor Público.Até a década de 40, quando ainda não havia medicamento efetivo, o tratamento era hospitalar, com o uso de técnicas cirúrgicas, tais como o pneumotórax. Com a descoberta da estreptomicina (SM), em 1944, seguida pela da isoniazida (INH) e pela do ácido para-amino-salicílico (PAS), inicia-se a era quimioterápica da tuberculose. O otimismo inicial, quando passou a ser possível curar a maior parte dosdoentes, começou a ser abalado pela descoberta de resistência bacteriana aos medicamentos empregados. Isso fez com que, em 1964, a Campanha Nacional Contra a Tuberculose (CNCT), fundada em 1946, passasse a definir normas para o combate à

condutas em grupos especiais de doentes (nefropatas, hepatopatas, HIV+) e frente aos efeitos tóxicos das drogas. Finalmente, serão citados os novos fármacos emexperimentação para serem integrados ao tratamento da tuberculose. Tuberculose (PNCT) é responsável pelas normas de prevenção, diagnóstico e tratamento e pela distribuição dos medicamentos, que são fornecidos, gratuitamente, a todos os doentes registrados e acompanhados nas Unidades de Saúde (US). As ações padronizadas pelo PNCT, em todo o país, são executadas pelos estados e municípios. doença,padronizando os esquemas terapêuticos de acordo com uma classificação prognóstica dos doentes tuberculosos. · VT - virgem de tratamento e sensível às drogas; · PS - provavelmente sensível às drogas; · C1 - crônico passível de recuperação cirúrgica; · C2 - crônico grave não passível de recuperação cirúrgica. Para os doentes VT e PS, o esquema medicamentoso era composto pela SM, pela INH e pelo PAS, etinha 18 meses de duração. Para os crônicos, foram definidos esquemas de 2a linha e de reserva, compostos pelo etambutol (EMB), pela etionamida (ETH), pela pirazinamida (PZA), pela viomicina (VIO), pela capreomicina (CAPREO) e por outras. Em 1965, com base em ensaios terapêuticos conduzidos no país, o tempo de tratamento foi reduzido para 12 meses (3SIP/ 3IP/ 6I) e o retratamento deveria ser feitocom 4EZEt / 8EEt ou Z. Deve-se ressaltar que o Brasil foi o primeiro país no mundo a utilizar esquema com 12 meses de duração, de forma padronizada. A avaliação dos resultados do tratamento padronizado ambulatorial, realizada de

É possível curar a tuberculose?

Como se chegou ao tratamento atual da tuberculose?

1. Médico do Centro de Referência Prof. Helio Fraga, MS. Trabalho realizadopelo Centro de Referência Prof. Helio Fraga, MS. Não há conflito de interesse. Endereço para correspondência: Hisbello S. Campos. Rua do Catete, 311 / 708, CEP-22220-001, Rio de Janeiro, RJ. Recebido em 01/03/2007 e aceito em 28/03/2007, após revisão.
Pulmão RJ 2007;16(1):21-31

21

Campos HS . Tratamento da tuberculose

1966 a 68, revelou que cerca de 69% dos doentes se curavam, 14%...
tracking img