Tuberculose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 33 (8168 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

A tuberculose (TB) é um problema de saúde publica prioritário no Brasil, e juntamente com outros 21 países em desenvolvimento, alberga 80% dos casos mundiais da doença. Estima-se que, cerca de um terço da população mundial, esteja infectada com o Mycobacterium tuberculosis, estando sob risco de desenvolver a enfermidade. Em torno de oito milhões de casos novos e quase 3 milhõesde mortes por tuberculose, ocorrem anualmente. Nos países em desenvolvimento, estima-se que ocorram 95% dos casos e 98% das mortes causadas pela doença, ou seja, mais de 2,8 milhões de mortes por tuberculose e 7,5 milhões de casos novos, atingindo a todos os grupos etários, com maior predomínio nos indivíduos economicamente ativos (15-54 anos) da sociedade. No Brasil, os homens adoecem duas vezesmais do que as mulheres (MS, 2009).
No país estima-se que, do total da população, mais de 50 milhões de pessoas estejam infectadas pelo Mycobacterium tuberculosis, com aproximadamente 80 mil casos novos por ano. O numero de mortes pela doença, em nosso meio, é de 4 a 5 mil, anualmente. Com o surgimento, em 1981, da síndrome de imunodeficiência adquirida (SIDA/aids), vem-se observando, tanto empaíses desenvolvidos como nos países em desenvolvimento, um crescente numero de casos notificados de tuberculose, em pessoas infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). A associação (HIV/TB) constitui, nos dias atuais, um sério problema de saúde pública, podendo levar ao aumento da morbidade e mortalidade pela TB, em muitos países (MS, 2009).
A tuberculose é hoje a maior causa demorbidade e mortalidade entre as doenças infectocontagiosas no mundo, sendo responsável por um quarto das mortes evitáveis em adultos. Em março de 1993, a OMS declarou a tuberculose como uma emergência de âmbito mundial (VERONESI, 2005; KRITSKI, 1996).
Existe grande diferença na distribuição da doença nas diversas regiões do mundo: 21% dos infectados estão em países desenvolvidos, ao passo que 79% estãoem países pobres e países em desenvolvimento. Outra diferença é que nos países desenvolvidos, a maior parte dos infectados situa-se na faixa etária acima de 50 anos e nos países em desenvolvimento, 80% dos infectados encontram-se entre 15 e 59 anos, portanto, na faixa de maior produtividade social. Do total de oito milhões de casos novos, 5% ocorrem em países desenvolvidos e 95% naqueles emdesenvolvimento. Os coeficientes de incidência e de mortalidade nos países em desenvolvimento são de 171/100.00 hab. e 60/100.000 hab. e nos desenvolvidos 23/100.000 hab. e 2/100.000 hab., respectivamente (VERONESI & FOCACCIA, 2005).
Portanto, pode-se dizer que a tuberculose é reemergente nos países ricos e permanecente nos países pobres (VERONESI & FOCACCIA, 2005). Dentre os fatoresrelacionados com a tuberculose, destacam-se os sociais como determinantes associados à ocorrência da doença, como baixa renda familiar, educação precária, habitação precária/inexistente, famílias numerosas, adensamentos comunitários, má nutrição, alcoolismo e outras doenças infecciosas associadas (MASCARENHAS et al., 2005, p. 7-14).
Dados divulgados pelo Ministério da Saúde no ano de 2011 mostram umaredução recente do número de casos de 73.673, em 2008, para 70.601 novas infecções em 2010, nesse mesmo período foi observado também queda na incidência (número de pacientes por 100 mil habitantes) de 38,82 para 37,99 da doença concentradas nos Estados do Rio de Janeiro (71,8 por 100 mil habitantes), Amazonas (69,2/100 mil hab.), Pernambuco (47,5/100 mil hab.), Pará (46,2/100 mil hab.) e Rio Grandedo Sul (45,3/100 mil hab.) (MS, 2011).
O Brasil continua a figurar na lista dos 22 países que concentram 80% de tuberculose no mundo. Atualmente, o País ocupa o 19º lugar. Em 2003, o Brasil ocupava a 15ª posição. A tuberculose é a terceira causa de morte por doenças infecciosas no Brasil e a primeira entre pacientes com AIDS, sendo um dos principais problemas de saúde pública no Brasil, apesar...
tracking img