Tropa de elite 2 e o texto três teses equivocadas sobre direitos humanos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (795 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
TROPA DE ELITE 2 E O TEXTO TRÊS TESES EQUIVOCADAS SOBRE DIREITOS HUMANOS
INTRODUÇÃO
O filme “Tropa de Elite 2 – o inimigo agora é o outro”, do diretor José Padilha e protagonizado pelo ator WagnerMoura, foi um sucesso de bilheteria e superou o seu antecessor “Tropa de Elite” em muitos aspectos. Trouxe para a discussão outras questões como relacionar violência e política, mídia e poder e,debater direitos humanos.
O texto “Três teses equivocadas sobre direitos humanos” do professor Oscar Vilhena Vieira busca desmistificar as concepções errôneas que a sociedade brasileira foi construindo aolongo do tempo sobre a questão dos direitos humanos.
Relacionar algumas idéias apresentadas no texto referido com algumas questões levantadas no filme é o que se pretende com este trabalho.DESENVOLVIMENTO
O filme Tropa de Elite 2, segundo alguns críticos, avançou muito nas discussões apresentadas quando ele traz o Capitão Nascimento como alguém mais crítico, mais consciente de seu papel.Mostra, também, a polícia não com uma postura fascista, como alguns a intitularam no “Tropa de Elite”, mas uma polícia que tem nas suas entranhas a corrupção instalada. E aponta um dos grandes inimigos dasociedade, sobretudo, a carioca: as milícias. Outro tema, significativamente, abordado é a questão da defesa dos direitos humanos.
Um personagem novo, o professor Diogo Fraga, inspirado no deputadoestadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ), encarna a defesa dos direitos humanos no filme. A postura do personagem frente à questão suscita alguns questionamentos que podem ser em muito respondido pelomencionado texto do Professor Vilhena. Quando se projeta a imagem do professor Fraga intermediando negociações em meio a uma rebelião no presídio Bangu I e tentando a sua camisa, que trazia expressãorelativa aos direitos humanos, maculada de sangue, no imaginário popular vem a discussão: as pessoas que levantam as bandeiras de defesa dos direitos humanos defendem o crime e também os criminosos?...
tracking img