Canudos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 81 (20046 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
relação com o tema Canudos sempre esteve perpassada pela sensação de que a imagem mais próxima que tínhamos dos combatentes do Bello Monte e do seu "fazer-se" era a da personagem Gení da música de Chico Buarque de Holanda. Pois, em verdade, quase tudo o que se produziu sobre este episódio foi com o objetivo de estigmatizar seus participantes, vítimas ao mesmo tempo das manobras religiosas,políticas e militares, além dos exercícios intelectuais, artísticos e científicos durante muito tempo. Vítimas, portanto, ao mesmo tempo da seca, fome, miséria, das armas, política, polícia e da ciência, de um modo geral, e da História, muito especialmente.

Deste modo, o que encontramos na produção da época são as atribuições de conceitos externamente compostos e arbitrariamente impostos do tipo:"fanáticos", "monarquistas", "sebastianistas", "mono-maníacos", além obviamente de "bandidos", bárbaros" e facínoras", como se pode extrair dos textos sobre Canudos de Euclides da Cunha, Nina Rodrigues, Barão de Geremoabo e dos próprios relatórios do Comitê Patriótico da Bahia e do Frei João Evangelista do Monte Marciano.

Bem verdade que neste atirar contra Bello Monte, pois era assim que seusmoradores a identificavam, houve poucas e raras exceções que transitavam entre o apelo ao bom-senso e solidariedade, da indignação com os descaminhos da novel república à crítica conservadora, da caridade expressa às vítimas dos dois lados ao dever do jurista e senador, abafada pela covardia de Rui Barbosa em belo discurso em que defendia os sobreviventes de Bello Monte e exigia o "habeas corpus"para ser lido em plenário e não foi lido. Dentre estes textos de exceção, destacam-se as crônicas de Machado de Assis, as cartas dos estudantes de Direito e Medicina da Bahia, além da explicita e corajosa denúncia do genocídio feita pelo acadêmico de Medicina e voluntário com serviços no teatro da guerra, Martins Horcades, publicada nos jornais da época.

Assim, o Bello Monte permaneceu como umbelo campo de exercício intelectual e estético durante quase cem anos, dentre os quais o livro de Euclides da Cunha se constituiu, na expressão de Walter Benjamim, no mais expressivo "monumento da barbárie".

Vem-nos a mente, também, quando pensamos em Bello Monte, um episódio que se não aconteceu realmente, já ganhou foros de legitimidade pelo tanto que tem sido contado e reproduzido, pelalição que encerra e que vem bem ao nosso caso.

Dizem que durante os anos dourados da seleção canarinho, ali pelo período da bossa nova e do nacional-desenvolvimentismo, um treinador da seleção resolveu ensinar a Garrincha, como se jogava taticamente o melhor futebol, começou a explicar ao lendário ponta como ele deveria fazer e orientava dizendo:

"Olha bem, Garrincha! Preste atenção! O Didiquando pegar a bola no meio de campo, vai passar para você na ponta direita, e aí quando o lateral esquerdo vier pra cima de você, você dribla ele e vai correndo pra a linha de fundo, e ai o centro-médio do time deles vem pra lhe barrar e aí, você, de novo dá um drible dele e corre para a linha de fundo. Então, o beque-central vai vir na cobertura dele e aí você dá um nó nele e quando chegar na linhade fundo, você cruza pra a marca do pênalti e aí Vavá que vem chegando sozinho, faz o gol. Certo? Entendeu, Garrincha?"

Todos escutavam atentamente, e esperavam a resposta com a concordância de Garrincha que permaneceu em silêncio. Então, o técnico insistiu: "Certo, Garrincha ? Entendeu?"

Após um longo silêncio e uma nova pergunta do técnico, Garrincha com um sorriso um pouco ingênuo emuito malicioso, perguntando:

"E aí, seu treinador, o senhor já conversou com o lateral-esquerdo prá ele deixá eu passá? Já combinou com o centro-médio prá ele deixá eu driblá ele? E já avisou ao beque-central que é prá ele deixá eu dá um nó nele e ele deixá eu cruzá pro Vavá ? Se já! Eu faço tudo isso direitinho!".

Dizem que deste dia em diante, nenhum treinador nunca mais tentou...
tracking img