Trilogia das cores

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1228 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Fanor – Faculdade Nordeste

Trabalho de Ciências Humanas e Sociais

Trilogia das Cores – A Igualdade é Branca.

Trilogia das cores
Filme: A igualdade é branca – 1993.
De: KRZYSZTOF KIESLOWSKI
“Não há nada mais doce como a vingança.”
Muito raro encontrarmos pessoas que digam veemente que gostam deste tipo de filme. Cinema de arte não é interpretado ou entendido fácil por pessoas queestão acostumadas com o cinema enlatado americano.
Admirar o trabalho de Carlos Carrera em O crime de Padre Amaro ou de Afonso Cuáron em E sua mãe também, ambos com atuação brilhante de Gael Garcia Bernal, não é algo comum. Ainda mais porque nem todos se sensibilizam com a mensagem que esse tipo de filme quer passar.
Lembrei do meu filme preferido, Réquiem para um Sonho. Depois de assistir, ficarmeio tonta fiquei pasma quando vi que era um filme americano, no entanto, logo me tranqüilizei quando vi a direção de Darren Aronovsky. Conheci o trabalho dele em 1998 com o filme PI. Que não deixa de ser um filme de ficção cientifica enlatada, porém, de altíssima qualidade. Tanto que o jovem diretor foi ganhador do prêmio de uma das categorias do SUNDANCE FILM FESTIVAL daquele mesmo ano. Mas sempreos comentários são os mesmos, quando indico este filme: “- Nossa, que filme louco! Esse filme é uma viagem!” Na realidade nunca ninguém me agradeceu pela indicação. Creio que seja pelo fato de não terem entendido a mensagem.
E o que falar com a grande descoberta da Trilogia das Cores de Kieslowski? Com certeza um dos grandes clássicos do cinema de arte. Observar a inquietude encontrada em ALiberdade é Azul. O paradoxo em A igualdade é Branca. A falta de ética de A Fraternidade é Vermelha. Todos esses filmes me levaram a refletir sobre conceitos que antes pareciam pessoais, mas que na realidade são puramente sociais. Sociais pelo fato de que, na maioria das vezes, as pessoas deixam de agir conforme suas vontades por temerem o julgamento negativo da sociedade.
O ser humano por maistrabalhador, honesto e decente que seja, quando está apaixonado é capaz de perder completamente sua estrutura racional, deixando a emoção, muitas vezes confusa, levá-lo a tomar decisões fora dos parâmetros.
Todo filme há um protagonista e um antagonista. Quem seria o antagonista neste caso? Será que posso afirmar que Dominique é a grande vilã, por ser tão perversa com seu ex-marido? Afinal, elasabia que ele não teria condição de defender-se em um tribunal.
Mas qual mulher em sã consciência se casaria com um homem que não é capaz de aplacar seu ímpeto de fêmea? Por outro lado, Karol alegou que o problema poderia ser temporário. Mas não foi suficiente. Perdeu sua masculinidade, a mulher amada, o dinheiro.
Alguns pontos no filme me chamaram atenção, um deles me fez questionar o porquê dopersonagem principal se lembrar tanto do dia de casamento. Da esposa saindo da igreja vestida de noiva. Talvez, seja pelo fato de que o branco poderia representar neste caso a pureza de sentimentos, que no fundo ela nunca teve e nunca teria. A paixão desmedida o cegou.
Muito comum acontecer isso, pois a paixão realmente nos impossibilita-nos de enxergar os defeitos da outra pessoa.
Outrofato interessante é a presença do pombo em algumas cenas, na do casamento, na chegada ao tribunal e quando conversa com o homem que conhece no metrô, neste momento percebi um olhar fixo do personagem ao pombo, como se utilizasse desta referência para refletir sobre sua vida, logo em seguida, desabafa com o então conhecido, Mikolaj que pretende voltar para seu país e que não é um homem de sorte.
Ointeressante é observar também que neste primeiro momento não aceita cometer um homicídio, mesmo sendo capaz de cometer pequenos crimes, como a falsificação de documentos, o roubo de um busto feminino em uma loja. Durante as cenas no metrô, inicia-se a mudança de Karol. Seu primeiro momento de ira. Até então, o achava completamente desprovidos de emoções reais. Quando ele vê e ouve Dominique...
tracking img