Trhrt

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3195 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Passado: alicerce da construção do futuro da mulher brasileira
Há anos as mulheres ocupavam posições inferiores aos homens. Era possível encontrá-las apenas cuidando da casa, dos filhos e do marido. Não trabalhavam fora porque não podiam e nem precisavam. Não podiam porque não lhes era permitido pelo marido, já que ter a esposa trabalhando fora podia fazer os outros pensarem que ele não tinhacondições de manter o lar e era de obrigação do homem sustentar a esposa. E não precisavam porque a maioria já tinha se acomodado nessa realidade e havia preconceito até por parte delas próprias, considerando-se inferiores e obrigando elas mesmas a submissão às imposições de uma sociedade machista. Os acontecimento e a busca pela igualdade as fez conquistar muitas coisas que eram suas pordireito. Porém, mesmo com essa força interior de mudar a realidade, ainda há muito chão para que tudo seja resolvido, então será que existe mesmo a igualdade de gêneros?
A mudança na vida das mulheres aconteceu em virtude das primeira e segunda guerra mundial. Com seus pais e esposas na guerra, elas tiveram que pôr a mão na massa em busca do seu sustento. Mesmo sem a intenção, elas acabarammostrando aos outros e a elas mesmas a sua força e capacidade ocupando posições de trabalho que antes eram restritas aos homens. Logo após a guerra, era possível encontrar homens e mulheres trabalhando juntos nas fábricas. Elas mostraram competência nas posições ocupadas, o que fez com que as empresas vissem o quanto seriam úteis no crescimento econômico. Foi um passo importante na busca pela igualdade,mesmo assim a injustiça ainda imperava já que havia grande diferença no valor dos salários. A mulher recebia o equivalente a menos da metade do salário do homem. Era possível para as indústrias lucrarem muito em cima da mão de obra feminina, já que com o salário de um homem era possível pagar a duas ou três mulheres.
Atualmente a mão de obra feminina é encontrada em todos os setores. Dotrabalho doméstico à engenharia civil, a mulher aos poucos vem ocupando o seu espaço. Esso só foi possível porque elas não baixaram a cabeça e foram a luta na busca por algo que é seu por direito, dignidade. O preconceito ainda continua arraigado na cultura do nosso país, fazendo com que muitos direitos ainda lhes sejam negado. Seja no trabalho, na família ou na escola, ele está presente causandosofrimento e segregação. Muitas brasileiras ainda sofrem com esse problema. Por incrível que pareça, ainda existem mulheres vivendo como se estivessem vivendo no século dezessete, sendo privadas do estudo, da comunicação e do trabalho fora de casa. O desenvolvimento está acontecendo, porém ainda não atingiu a todas e nem por completo. Segundo dados divulgados no portal UOL Notícias em 14/9/2007, aremuneração média das mulheres equivalia a 65,6% da remuneração dos homens (IBGE 2007).
A jornada da mulher é muito dura, pois além de ser trabalhadora ela também é esposa, dona de casa e mãe de família. O desenvolvimento provocou mudanças no cotidiano das brasileiras e no preconceito. Elas passam a maior parte do tempo trabalhando e ficam menos tempo em casa. A educação dos filhos fica a cargode terceiros, fazendo-as ficar a mercê da vontade e às vezes até da violência alheia. A modernidade tirou-as do ambiente do lar e as levou para o ambiente externo em busca de melhores condições de vida, o que a fez ser rotulada como desleixadas pelo fato de a mulher moderna não saber sem fritar um ovo.
Cada vez mais as brasileiras têm buscado o fim da injustiça de várias formas. A mais conhecidadelas são os movimentos feministas. Eles ganharam força através do partido comunista, do qual fazia parte a escritora Patrícia Gusmão, a Pagu, que até os dias atuais serve de exemplo na luta pelos direitos da mulher. Esses movimentos têm sido estendidos até outros partidos políticos, que passaram a ter cúpulas femininas e departamentos dedicados às lutas feministas. As mulheres têm dado grande...
tracking img