Trbalhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1513 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Trabalho de Eric Trist e Fred Emery e a Adaptação das Organizações ao Meio Ambiente de Negócios




Nos anos 1960, Eric Trist começa a trabalhar com Fred Emery, eles publicam em 1965 um importante artigo chamado “The causal texture of organizational evironmemts”. Eles propõem a ideia que cada tipo de meio ambiente sociotécnico e econômico seria uma “trama causal”, ou seja, umencadeamento de causas e efeitos que teriam como resultado a adoção pelas organizações de um tipo de estrutura adaptada as exigências e características do seu setor.
Foram identificados pelos autores quatro tipos de ambiente, que condicionaria a empresa a optar por um tipo de estrutura diferente.
Foram identificados por eles, setores “estáveis e difusos”, “estáveis e concentrados”,instáveis e reativos” e, finalmente setores turbulentos.


• Os ambientes estáveis e difusos são ambientes onde há pouca competitividade, baixo nível de complexidade e poucas mudanças estruturais;
• Os ambientes estáveis e concentrados são onde há poucas mudanças e competitividade, existe maior numero de organizações disputando espaço no ambiente;


• Os ambientesinstáveis e reativos, onde há muitas mudanças organizacionais e tecnológicas;


• O ambiente turbulento é o mais difícil, pois alem de mudanças tecnológicas e organizacionais rápidas, há um grande nível de competitividade e diferenciação. Trata-se de um ambiente complexo.

Os autores consideram que as organizações são sistemas abertos que devem se adaptar ao sistema social maisamplo e ao meio ambiente de negócios no qual estão inseridas. Em cada tipo de ambiente cabe uma forma de organização.
“A organização busca recursos no ambiente e os coloca no mesmo ambiente, por meio de um sistema de “entrada” e saída”. Essas relações de troca da organização com seu meio ambiente ou dependências transacionais são a outra dimensão analisadas pelos autores.
Dependendo do tipo deambiente, diferentes estratégias são adotadas.


• Quando os ambientes são mais ou menos turbulentos e complexos, significa alto nível de competição, grande nível de diferenciação no ambiente, ou seja, varias organizações lutando por um espaço em um mesmo setor, em que existem mudanças rápidas, sejam organizacionais ou tecnológicas. As organizações devem desenvolver uma estratégia devalorização e manutenção de mão-de-obra altamente qualificada e manter nível de redundância de informação e ambigüidade.
• Nos ambientes mais ou menos estáveis e simples, o que significa um grau menor de diferenciação, menos competitividade e mudanças tecnológicas, outra estratégia adotada, pode-se ter estrutura mais simples de captação de informação e formas organizacionais menos simples.A tecnologia e os sistemas sociotécnicos


A partir dos estudos de Trist, vários princípios sociotécnicos foram lançados, entre eles:

• Os indivíduos não são meras extensões de máquinas; eles a completam.

• A padronização excessiva das habilidades dificulta a mudança organizacional. Certa ambigüidade e a diversidade cultural muitas vezes são necessárias nesse contexto.

Apartir dessas constatações e daquela da “trama causal” dos ambientes que induzem novas formas organizacionais e tecnológicas. A tecnologia pode ser utilizada para automatizar operações. O objetivo é substituir o esforço e a qualificação humana por uma tecnológica que permita que os mesmos processos sejam executados a um custo menor, com mais controle e continuidade.
A tecnologia tem outrafunção: a informatização. Nesse caso, vai-se além da mera automação, gera-se e incorpora-se uma informação nova que aperfeiçoa o próprio sistema.
A primeira função, automatização, está relacionada ao modelo industrial de produção e permite a melhoria continua de processos e o atingimento de maior eficiência nos procedimentos já conhecidos e esquematizados.
A segunda função da tecnologia,...
tracking img