Traqueostomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2069 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Traqueostomia

1. O que é ?
Traqueostomia é o procedimento cirúrgico que
consiste na abertura da parede anterior da traqueia,
comunicando-a com o meio externo, tornando a via
aérea pérvia. Essencialmente, é utilizada em situações
onde existe obstrução da via aérea alta, acúmulo de
secreção traqueal, debilidade da musculatura respiratória
ou para fornecer uma via aérea estável empacientes
com intubação traqueal prolongada.

2. Classificação das traqueostomias
Didaticamente, a traqueostomia pode ser classificada
de acordo com o objetivo a que se propõe:
quanto à finalidade, quanto ao tempo apropriado para
realizá-la e quanto ao tempo de permanência.
Quanto à finalidade, pode ser classificada em:
preventiva: complementar a outros procedimentos
cirúrgicos ouendoscópicos que podem gerar obstrução de via aérea ou dificuldade respiratória.
curativa: situações onde assegura a manutenção
da via aérea, como nas obstruções laríngeas por
neoplasias, estenoses laringotraqueais ou processos
infecciosos que causam edema de glote;
- paliativa: utilizada em paciente terminal, sem possibilidade
de tratamento, com o intuito de promover conforto respiratório.
urgência:quando o paciente necessita de intervenção
cirúrgica rápida, devido ao quadro de insuficiência
respiratória, como na asfixia por corpo estranho
glótico.
eletiva: realizadas em pacientes com via aérea controlada,
já intubados. Ultimamente tem-se analisado
qual deve ser a melhor época para a sua realização
nos indivíduos em ventilação mecânica prolongada

Indicações
A traqueostomia temcomo objetivo primário
servir como alternativa artificial e segura para a passagem
do ar.
Técnica cirúrgica
A traqueostomia deve ser feita preferencialmente
em centro cirúrgico, em condições adequadas de iluminação, com instrumental cirúrgico adequado,
enfermagem especializada, anestesista e equipe
cirúrgica preparada.
A- Posição do paciente
O paciente deve ser posicionado em decúbitodorsal horizontal, adotando hiperextensão cervical, utilizando
um coxim sob o dorso e rodilha para sustentar
a cabeça. Desta forma a traqueia aflora no pescoço,
expondo-a de forma a facilitar o procedimento. Nesta
posição aumenta-se a dispneia do paciente, devendo
colocá-lo, quando sob anestesia local, em posição cirúrgica
somente no último instante.
Reparos anatômicos
A identificação dasestruturas anatômicas cervicais
e o conhecimento da anatomia da porção anterior
do pescoço são de extrema importância para o
cirurgião. Antecedendo a palpação e identificação dos
pontos anatômicos deve ser feita assepsia do campo
operatório, desde a borda inferior da mandíbula até a
região peitoral, inferiormente, e lateralmente até a
borda lateral dos músculos esternocleidomastóideos.Anestesia
A traqueostomia realizada com anestesia local
torna o procedimento mais difícil do que com anestesia
geral. A via aérea desprotegida e o desconforto durante
o procedimento resultam em dificuldades para a
deglutição do paciente, dificuldade respiratória e eventualmente
agitação, o que atrapalha o procedimento. A injeção anestésica só deve ser realizada após
marcar na pele os pontosanatômicos e o local da incisão
cirúrgica, com caneta apropriada ou azul de metileno.
A anestesia local é infiltrada sequencialmente
utilizando-se lidocaína 2% com vasoconstritor (epinefrinaA traqueia deve ser anestesiada para
diminuir o reflexo de tosse, no entanto, pode trazer ao
paciente a sensação de sufocamento por diminuir a
propriocepção respiratória. Recomenda-se anestesiar
a traqueiasomente quando for incisar o anel traqueal.
A injeção do anestésico local deve ser efetuada
mesmo em pacientes sob anestesia geral, já que
promove vasoconstrição, facilitando o procedimento
e diminuindo a dor pós-operatória.
D- Incisão da pele
A incisão poderá ser de duas formas:
longitudinal ou vertical
É mais fisiológica, pois permite que a
cânula de traqueostomia se mova para cima...
tracking img