Trabalhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 41 (10147 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Pontifícia Universidade Católica do Paraná
ESCOLA POLITÉCNICA
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL
DISCIPLINA DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA II






Metro










CURITIBA
2012
ARTHUR THOMÉ
BRUNO MANFROI
GUILHERME DALMORA
GUILHERME REWAY
SAMUEL DAL ROSS










METRÔ




TRABALHO DESTINADO À DISCIPLINA DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA II, APRESENTADO AO CURSO DEGRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ, EM 19 DE SETEMBRO DE 2012.

Orientador: Prof. Lucas Bach Adada







CURITIBA
2012
LISTA DE ILUSTRAÇÕES
FIGURA 1 12
Figura 2 - Método Construtivo VCA (CUT and cover) 15
Figura 3 - Túnel Tucuruvi 15
Figura 4 - O método construtivo NATM 16
Figura 5 - Sequência de execução do NATM 17
Figura 6 - Metrô de Santiago 18Figura 7 - TBMs do tipo couração ou shield 19
Figura 8 - Máquina usada para a escavação 19
Figura 9 - Máquinário utilizada para o sistema construtivo 20
Figura 10 - Trabalhadores escavam um local para uma estação de metrô em Praga. 23
Figura 11 25
Figura 12 - Sinais de manobra comumente usados, também conhecidos como sinais de interligação. 26
Figura 13 27
Figura 14 29
Figura 15 -Manutenção preventiva 32
Figura 16 33
Figura 17 - Manutenção de um sistema de metrô 34
Figura 18 - Centro de Controle Operacional (CCO) 37
Figura 19 - Operação do sistema de metrô 38
Figura 20 - Modelo do Trem Japonês 43
Figura 21 - Princípio da Levitação por Repulsão Magnética 45
Figura 22 - Modelo do Trem Japonês 45
Figura 23 - Princípio da Levitação Magnética 46
Figura 24 - Princípio daOrientação Lateral 46
Figura 25 - Princípio da Propulsão 47
Figura 26 - Princípio da Levitação por Atração Magnética 47
Figura 27 - Modelo do trem alemão denominado Transrapid 48
Figura 28 - Princípio da Levitação Magnética 48
Figura 29 - Princípio da Orientação Lateral 49
Figura 30 - Princípio da Levitação por Indução 49
Figura 31 - Esquema da cadeia de Halbach 50
Figura 32 - EfeitoMeissner 51

SUMÁRIO

Introdução 6
1 A história do desenvolvimento e implantação dos metrôs no mundo e no Brasil 7
1.1 A criação e desenvolvimento dos metrôs 7
1.2 O metrô no Brasil 8
2 MÉTODOS CONSTRUTIVOS 11
2.1 OBRAS EM SUPERFÍCIE 11
2.2 OBRAS ELEVADAS 12
2.3 OBRAS SUBTERRÂNEAS 13
2.3.1 Trincheira ou VCA (Vala a Céu Aberto) 14
2.3.2 Túnel mineiro (NATM - New Austrian Tunneling Method);15
2.3.2.1 O método construtivo NATM 16
2.3.3 Mecanizado, ou por máquina tuneladora (TBM - Tunnel Boring Machines). 18
2.3.4 Pre Lining System 20
3 Obstáculos aos túneis 22
3.1 Drenagens de túnel 24
3.2 Sistemas de metrô 24
4 Funcionamento da operação e manutenção de um metrô; 31
4.1 Manutenção corretiva e preditiva 35
4.2 FUNCIONAMENTO DA OPERAÇÃO 35
4.3 Modalidades de operação dosistema 37
5 Principais ameaças durante a operação 40
5.1 Superlotação 40
5.2 Blecautes 40
5.3 Interferências básicas de pessoas e climáticas 41
5.4 Estruturas de conforto e necessidade dos passageiros 41
5.5 Defeitos em estruturas físicas 41
5.6 Operadores capacitados e equipamentos em bom estado 41
6 Tecnologia MAGLEV 43
6.1 LEVITAÇÃO POR REPULSÃO MAGNÉTICA 44
6.1.1 PRINCÍPIO DA LEVITAÇÃOMAGNÉTICA 45
6.1.2 PRINCÍPIO DA ORIENTAÇÃO LATERAL 46
6.1.3 PRINCÍPIO DA PROPULSÃO 46
6.2 LEVITAÇÃO POR ATRAÇÃO MAGNÉTICA 47
6.2.1 PRINCÍPIO DA LEVITAÇÃO MAGNÉTICA 48
6.2.2 PRINCÍPIO DA ORIENTAÇÃO LATERAL 48
6.2.3 PRINCÍPIO DA PROPULSÃO 49
6.3 LEVITAÇÃO POR INDUÇÃO MAGNÉTICA 49
6.4 LEVITAÇÃO SUPERCONDUTORA 50
Referências 52
.



Introdução

O metropolitano, tambémchamado de metro ou metrô e conhecido em outros países como subway,underground, U-Bahn ou T-bana, é um meio de transporte urbano que circula sobre trilhos (carris), transportando passageiros.
Em todo o mundo existem muitas redes de metrôs, as quais se distinguem entre si, devido às condições do terreno e as metas de cada projeto. Alguns destes sistemas estagnaram o crescimento logo após a...
tracking img