Trabalhos uni

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 41 (10186 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Etapa 1 Aplicabilidades das teorias econômicas.

Preço do leite cai 15% nos mercados
O preço do litro de leite nos supermercados caiu 15% em comparação ao ano passado. O aumento na produção derrubou o valor dos laticínios, e deixou os produtores preocupados.
Em 2007, o preço do litro pago ao produtor era de R$ 0,70. Hoje, não passa de R$ 0,65. O pecuarista Vicente Paulo Fiorentin, que produz44 mil litros de leite por mês, afirma estar endividado:
— Vamos buscar renegociar essas dívidas com os bancos, jogar ela para o ano que vem — diz Fiorentin. Segundo o empresário Acari Menestrina, a indústria de laticínios recebeu investimentos em 2007, que resultaram no aumento do valor pago ao produtor. A produção nacional cresceu 20% em 2008 e a alta demanda derrubou os preços. Esta realidadedeve mudar nos próximos meses. A expectativa é que o preço seja elevado para se ajustar à realidade - antecipa Menestrina.

Diário Catarinense Yahoo Notícias.

Custo de oportunidade
A fábrica de cadeiras Dois Irmãos que produzia 10 cadeiras por mês num mercado que absorvia totalmente esta produção, perante uma oportunidade de negócios, a fábrica resolveu iniciar uma produção de um novoproduto: mesas. Porém, ao alocar recursos para tal, descobriu que terá de deixar de produzir 2 cadeiras para alimentar a procura de 2 mesas.
br.answers.yahoo.com

Aumento no preço da carne já é repassado ao consumidor
Produto já está 10% mais caro e deve subir na próxima semana

O reajuste no preço da arroba do boi gordo, que saltou de R$ 78 para R$ 90, devido à estiagem prolongada, já foirepassado ao consumidor que deve pagar até 20% mais pelo quilo da carne na próxima semana.
Segundo informações de um proprietário de açougue, a carne bovina está até 10% mais cara do que no mês passado. Além disso, comerciantes devem remarcar o preço novamente nos próximos dias quando começará a abater o boi comprado esta semana.
Funcionária pública Ivone Machado, 47, que passou pelo açougue paracomprar um quilo de coxão mole na tarde de ontem já sentiu a diferença nos preços. “Percebi que está mais caro que no mês passado. O jeito foi comprar um pouco menos pra não ficar sem a carne”, destaca. Já o jardineiro José Aparecido, 68, optou pela lingüiça e carne temperada, que é vendida mais barato. “Antes eu comprava coxão mole, mas agora tenho levado frango, torresmo ou pernil pra não ficarsem a mistura”, ressalta. De acordo com informações da Casa da Agricultura, regional Marília, a falta de pastagens por causa da estiagem que já dura quase 50 dias, os bois que não são criados em confinamento, já apresentam cerca de 10% de perda de peso por isso os preços chegam a aumentar para os frigoríficos até duas vezes na semana, por causa da baixa oferta de animais. Temperaturas ontemchegaram a 28°C e a umidade relativa do ar, a 45%.
Diário de Marília 28/09/10.

Preço do feijão sobe.
O preço do quilo do feijão para o consumidor começa a subir nesse fim de semana, a previsão é que o valor aumente de R$ 5,00 para R$ 6,00. O grão registra alta histórica de 73% podendo chegar a R$ 15,00 nos próximos 90 dias. Entre as razões para o aumento segundo o presidente do InstitutoBrasileiro do Feijão (Ibrafe), Marcelo Luders, há um déficit entre a oferta e a procura pelo produto. Portanto, o comportamento dos consumidores e dos supermercados será decisivo para a definição dos preços até o fim do ano. Em 2008, o setor também viveu uma crise, mas a situação agora esta mais complicada.
Radio Bandeirantes.

Influências de vários fatores
Segundo o Ibrafe, a forte valorização dofeijão é motivada por vários fatores. Entre eles está à diminuição da área plantada por conta do desestímulo do governo, que não comprou dos produtores de feijão o excedente da safra passada no começo do ano. Por conta desse panorama, os produtores resolveram plantar menos, para terem menos riscos de prejuízos. Além da questão mercadológica, o clima não tem ajudado na plantação. Tanto a seca na...
tracking img