Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3224 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
revista acadêmica de Educação do ISE Vera Cruz

ISSN 2236-5729

Formação e profissionalização de professores da educação infantil Early childhood teacher preparation and professionalization
Zilma de Moraes Ramos de Oliveira é pedagoga e doutora em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP), professora associada (aposentada) da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Pretoda USP, coordenadora do curso de especialização em Gestão Pedagógica e Formação em Educação Infantil do Instituto Superior de Educação Vera Cruz (ISE Vera Cruz) e assessora de redes públicas de ensino na área de educação infantil. Contato: zilmaoliveira@uol.com.br

Resumo
O texto discute como tem sido historicamente definido o papel do professor que trabalha com crianças de 0 a 5 anos eminstituições brasileiras de educação infantil. Além disso, analisa o modo como as concepções atribuídas a tais instituições implicam diferentes posições em relação à formação inicial e continuada do professor e à presente possibilidade de sua profissionalização nas redes de ensino. Palavras-chave: professor da educação infantil; formação docente; profissionalização docente.

Abstract
The articlediscusses the role of the teacher in Brazilian daycare centers and pre-schools related to how these institutions have been dynamically conceived and the impact of these conceptions on teachers’ initial training and professionalization. Keywords: early childhood teacher; teachers’ preparation; teachers’ professionalization.

v.2, n.2 (2012) |

Formação e profissionalização de professores daeducação infantil

223

veras revista acadêmica de Educação do ISE Vera Cruz

Apesar da relativamente recente inclusão da educação de crianças de 0 a 5 anos nos sistemas de ensino – compondo o nível chamado de educação infantil –, diferentes posições têm sido levantadas em relação ao profissional que seria responsável pelas crianças nesses sistemas. Cada vez mais se fortalece a compreensão de que,no sistema de ensino, o profissional responsável pela educação da criança é o docente (vide Lei no 9.394/96, artigo 13), tal como ocorre em outros níveis de ensino, ou seja, alguém técnica e legalmente habilitado para educar crianças dessa faixa etária. Isso contraria posicionamentos sobre o tema que não pressupõem um preparo sistematizado do profissional e que, quando o fazem, não consideram queesse preparo deve guiar-se por normas referentes ao magistério. Ao contra-argumentar em relação a tais posições, devemos ressaltar que, nos últimos trinta anos, o conhecimento científico sobre a educação, a aprendizagem e o desenvolvimento de crianças pequenas tem avançado muito, provocando impacto nos diferentes países em relação ao aprimoramento da educação infantil. No Brasil, a presença deeducadores leigos trabalhando junto às crianças em pré-escolas e creches ainda é muito grande. Além disso, o nível de escolaridade dos profissionais que atuam na educação infantil é mais baixo do que o nível de escolaridade daqueles que trabalham nos demais níveis de ensino. Isso tem levado à discussão da necessidade de se eliminar a presença de leigos na educação infantil e as formas diversas deenquadramento profissional e de contratação por redes de ensino que consideram como profissionais da educação auxiliares de desenvolvimento infantil, técnicos em desenvolvimento infantil, recreacionistas, monitores, pajens e outras denominações. Para bem encaminhar essa reflexão, temos de rever o que se entende por identidade da educação infantil e por profissionais da educação, bem como pensar aformação de profissionais da educação infantil. É preciso considerar que a formação profissional dos educadores que trabalham na educação infantil é um processo cultural que depende da função atribuída à creche e à préescola. Historicamente, tal formação, principalmente dos educadores que trabalham com crianças menores de 3 anos, está fundamentada em uma concepção de cuidado infantil como processo...
tracking img