Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (854 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1)No modelo organicista sobre a origem da sociedade civil, o Estado é tido como decorrência natural da estrutura familiar e é legitimado pela necessidade, pelo efeito de causas naturais. ParaAristóteles, o todo precede a parte: o indivíduo tem direitos e deveres que prezam a coletividade acima do indivíduo.
Por sua vez, o modelo contratualista inglês, com Hobbes e Locke, preza o individualismo apartir da noção dos direitos naturais, sendo papel do Estado garanti-los. Hobbes acredita que o estado de natureza é um estado de guerra, com desejo de destruição e domínio. Locke, que é um estado deliberdade em que se faz necessário um mecanismo que assegure um julgamento acima da parcialidade individual. O Estado, para eles, nasce de um tratado, um consenso. Para Hobbes, com um soberanoabsoluto para quem são transferidos os poderes dos cidadãos, que garanta a vida das pessoas; para Locke, com um governante escolhido pelo povo, com leis que expressem a vontade de uma assembléia e garantama vida, a liberdade e a propriedade privada.
Rousseau, assim como os contratualistas, diverge de Aristóteles quanto à soberania do povo em relação ao Estado. O poder emana do povo e seu governantedeve representá-lo. Entretanto, difere dos contratualistas quando afirma que o estado de natureza do homem não é nem bom nem mau, sendo este corrompido pela sociedade. O contrato social visa a formar umpoder político comum a todos os membros da sociedade, que passam assim a formar a vontade geral. O pacto estabelece uma igualdade moral e legítima em contrapartida à desigualdade física - a liberdadenatural, limitada pela força individual, é substituída pela liberdade civil, limitada pela liberdade geral. Também diverge quanto ao direito natural à propriedade privada, já que esta, para Rousseau,não é fruto do trabalho como para Locke, mas sim a degeneração do gênero humano e origem das desigualdades.
2)Só o surgimento da propriedade inviabiliza o estado de natureza, porque o homem no...
tracking img