Trabalho sobre empatia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1590 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade do estado do Rio de Janeiro
Faculdade de Educação - Curso de Pedagogia
Disciplina: Aprendizagem
Professor: Marcos Antonio
Turma 3
Nomes: Adriana Souza Albuquerque

Apurinan Bento dos Santos

Elaine Alipio de Aquino

Hendy Moreira

Jennifer Borges

Maria Ana dos Santos







A ascensão do lado direito do cérebro: a empatia





Rio deJaneiro

2013

Introdução:

Como você se sente quando está contando algo muito triste que te aconteceu e percebe que a pessoa que supostamente está te ouvindo demonstra um leve sorriso no rosto ou continua atenta ao que está passando na TV?


O termo empatia foi utilizado pela primeira vez por Edward Bradford Titchener, psicólogo, e origina-se da palavra grega empatheia,“paixão, estado de emoção”, formado por en-, “em”, mais pathos, “emoção, sentimento”. A ideia é estar “dentro” do sentimento alheio. Para alcançarmos este estágio é necessário deixar de lado nossos próprios pontos de vista e valores para poder entrar no mundo do outro sem julgamentos. E como isso é difícil de fazer!

É preciso deixar claro que empatia não tem nada a ver comnecessidade compulsiva de realizar desejos alheios, de ajudar e de servir. E também é muito diferente da simpatia, que é algo que sentimos pelo que o outro está vivenciando, sem, entretanto, sentir o que ele está sentindo. Ser simpático é uma forma de se relacionar com as outras pessoas. É uma capacidade que esta ligada ao encontro, ao primeiro momento, um nível inicial de percebermos os sentimentos dasoutras pessoas. E muito menos tem haver com alexitimia, que se refere a pessoas que não conseguem identificar e nem descrever seus sentimentos.
A empatia se baseia na capacidade de se colocar no lugar do outro; na percepção daquilo que as pessoas estão sentindo ou passando e na habilidade de ouvir com carinho e atenção aquilo que estão nos comunicando e isso deve ser feito não só atravésde palavras, mas também nos gestos, o tom de voz, e especialmente, nas expressões faciais. A empatia pode ser dividida de duas formas: a cognitiva - relacionada à capacidade de compreender a perspectiva psicológica das outras pessoas; e a afetiva - relacionada à habilidade de experimentar reações emocionais por meio da observação da experiência alheia.
A empatia também é a primeiracondição para a prática da psicoterapia. É preciso ter uma percepção do mundo do outro como se fosse o seu próprio, o que leva a pessoa a desenvolver sua autoestima, pois sente que é importante e que seus sentimentos são considerados. A empatia muitas vezes é tudo que uma pessoa precisa, pois geralmente não encontra isso dentro da própria família. E é a falta dessa compreensão que faz com que muitosrelacionamentos terminem. 


Como desenvolver a empatia


Mas como alguém pode saber o que sentimos? Entrando em sintonia com nossa dor física ou emocional. É reconhecer as emoções ou necessidades do outro. E para desenvolver essa capacidade é preciso que a pessoa saiba antes de tudo ouvir e respeitar as próprias necessidades e dores. Tratar-se com empatia, ser compreensivoconsigo mesmo como gostaria que fossem com você é característica básica para o autoconhecimento.
Empatia começa com a capacidade de estar bem consigo mesmo, de perceber as coisas que não gosta dentro de você e as coisas desagradáveis da sua personalidade. Pessoas com dificuldade de entender o outro, muitas vezes demonstram que possivelmente não receberam compreensão em suasnecessidades e sentimentos durante sua vida. Se suas próprias necessidades não foram supridas como poderá entender as necessidades de alguém?


O enfrentamento do futuro

Com a publicação Sobre a origem das espécies, de Charles Darwin, a sociedade científica desse período se escandaliza, pois ele diz que todos os mamíferos possuem emoções e que uma forma de expressar essas emoções...
tracking img