Trabalho pronto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4222 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP

CURSO SUPERIOR DE PSICOLOGIA – 1º SEMESTRE

AUTORES
ANA PAULA CAMARGO RODRIGUES RA A95BHB-5
ANDRÉ LUIS DE OLIVEIRA FILHO RA B34BEA-2
DOMINIQUE FERRAZ RA-A67416-0
FLAVIA VIEIRA RODRIGUES FERRIELLO RA B26BEA-2
LUCAS GUILHERME DE ARRUDA RA B37094-7
MONIQUE MELLO RA B38AFH-6OBSERVAÇÃO – 2ª INFÂNCIA

SOROCABA
2012

UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP

CURSO SUPERIOR DE PSICOLOGIA – 1º SEMESTRE

AUTORES
ANA PAULA CAMARGO RODRIGUES RA A95BHB-5
ANDRÉ LUIS DE OLIVEIRA FILHO RA B34BEA-2
DOMINIQUE FERRAZ RA-A67416-0
FLAVIA VIEIRA RODRIGUES FERRIELLO RA B26BEA-2
LUCAS GUILHERME DE ARRUDA RAB37094-7
MONIQUE MELLO RA B38AFH-6

OBSERVAÇÃO – 2ª INFÂNCIA

Trabalho elaborado para fins de avaliação do Módulo PDCV, do curso de Psicologia da Universidade Paulista - UNIP, sob Orientação do professor Manoel Taveira.

SOROCABA
2012

Sumário:

1. Introdução 4
2. Discussão 5
2.1. Segunda Infância 5
3. Conclusão9
4. Observação Individual – Segunda Infância 11 4.1. Observação Individual I: 11
4.2. Observação Individual II: 12
4.3. Observação Individual III: 14
4.4. Observação Individual IV: 15
4.5. Observação Individual V: 17
4.6. Observação Individual VI: 19
5. Referências Bibliográficas 20

1. Introdução:
Este trabalho tem por finalidade aobservação de crianças com idade de 3 a 6 anos,correspondente a segunda infância, onde podemos observar, através da entidade de apoio “SEMEIA” localizada em Itapetininga/SP.
Período que costumamos chamar de período pré-escolar, as crianças passam da primeira para a segunda infância.
Seus corpos tornam-se mais delgados, suas capacidades motoras e mentais mais aguçadas e suas personalidades erelacionamentos mais complexos.
A criança adquire noções concretas, depois abstratas, aprende a classificá-las e armazená-las na memória. É também uma fase de repouso relativo, entre o fim da dentição de leite e a dentição definitiva.
Durante esse período a criança, tanto a menina como os meninos costumam crescer de 5 a 13 cm por ano e adquirem de 1,8 a 2,7 kg ao ano.
Aos 3 anos a criança não é maisum bebê, mas um robusto aventureiro, à vontade no mundo é ávido por explorar suas possibilidades, assim como as capacidades de seu próprio corpo e de sua mente.
As mudanças psicológicas são, também, muito grandes. No começo do terceiro ano, a criança se interessa por utensílios domésticos, canecas e panelas, que enche e esvazia, numa atividade sem fim. Começa a tomar interesse por automóveis etrenzinhos, o espírito de ordem ganha terreno. A criança brinca alegremente, serenamente, repetindo as situações satisfatórias e elaborando, sem angústia nem sentimento de culpa, as traumáticas. Os brinquedos de pegar tornam-se os preferidos.
Depois dos 5 anos, os interesses se diversificam: os meninos querem saber de mistério e aventura, as meninas de vida social: brincam de casinha, comidinha.Aos seis anos, início da idade pueril, a entrada na escola constitui uma revolução. Os números e letras substituem os brinquedos, o brincar individual é substituído pelo de equipe. É a integração na sociedade adulta.

2. Discussão

2.1 Segunda Infância

Menina, nome “G” - idade 6 anos
Menino, nome “G” - idade 4 anos

Na observação realizada com foco na garota “G” e garoto “G”,percebemos a ansiedade perante estranhos, devido a cautela com as pessoas do grupo que ali estavam, e a ansiedade de separação em nossa saída foi evidente, conforme descreveremos.
Notamos as diferenças de gênero são perceptíveis, entre a menina e o menino. Mostrava seu lado feminino (materno). Já o menino nos mostrou brincadeiras mais perigosas, ora mais quieto e calado.
Observamos que as crianças...
tracking img